Geladeira da Continental apresenta defeito e aposentada vai à assistência técnica e sua dor aumenta - Fato Amazônico

Geladeira da Continental apresenta defeito e aposentada vai à assistência técnica e sua dor aumenta

A aposentada Marinalva Carvalho, moradora do bairro do Alvorada III, Zona Centro-Oeste de Manaus, há uma semana vive um dilema, desde quando sua geladeira duplex da marca Continental, apresentou um defeito. Ela entrou em contato com a Petros Frio e Refrigeração, localizada na Rua 4, do Conjunto Jardim Petrópolis, assistência técnica indicada pela fabricante do eletrodoméstico e ao invés de solucionar problema, este aumentou ainda mais sua dor de cabeça.

Marinalva, imaginou que seus problemas estavam solucionados depois da visita do técnico que cobrou da aposentada pelo conserto da geladeira a importância de R$ 180,00.

“Ele veio à minha casa, paguei pelo conserto e o técnico foi embora, mas a geladeira funcionou apenas 24 horas”, relatou a aposentada, afirmando que ao invés de ter o problema solucionada começou um ainda pior. “Desde o dia que ele veio que entramos em contato com a assistência técnica eles não atendem mais”, acrescentou.

De acordo com Marinalva, depois que o técnico saiu de sua casa, foi a feira e abasteceu a geladeira. “Como o técnico garantiu que estava tudo bem, fui ao supermercado e comprei de tudo. Mas logo me arrependi. A geladeira voltou a apresentar o mesmo defeito e tudo que comprei se perdeu”, afirmou a aposentada, informando que a há uma semana compra sacos de gelo para manter alguma coisa que comprou boa no congelador.

A aposentada disse, que como não consegue mais contato com a assistência técnica, decidiu que irá procurar ajuda no Procon, para tentar solucionar o problema. “Graças a Deus tenho dinheiro para comprar outra geladeira, mas paguei pelo conserto e essa assistência da Continental vai ter de fazer o serviço”, disse Marinalva, caso não tenha êxito irá a Justiça abrir uma ação de danos moral contra a Continental e a a assistência técnica.