Hidroavião cai no Rio Negro com cinco passageiros a bordo próximo a Manaus e uma turista europeia morre - Fato Amazônico

Hidroavião cai no Rio Negro com cinco passageiros a bordo próximo a Manaus e uma turista europeia morre

Um hidroavião monomotor anfíbio de numeração PR-MPE, do Greenpeace caiu na manhã desta terça-feira (17), por volta de 11h no Rio Negro, quando pousava em uma das ilhas do Arquipélago de Anavilhanas, perto de Novo Airão, nas proximidades de Manaus. De acordo com testemunhas o avião visivelmente com problemas deu um rasante e caiu na água de forma brusca, levando a óbito uma passageira das cinco pessoas que estavam a bordo da aeronave.

Os sobreviventes, dois homens e duas mulheres foram resgatados pelos passageiros do Barco Comandante Natal VII, que ia com destino à Manaus no momento da aeronave.

Em nota, o Greenpeace informou que, está concentrando todos os esforços em prestar assistência às vítimas e suas famílias e também em colaborar com os órgãos competentes que estão investigando o fato.

Os passageiros e os tripulantes do Comandante Natal desviram o avião para resgatar a mulher, que seria uma europeia, mas ela já estava sem vida. Os sobreviventes foram colocados em uma embarcação que seguiu em direção a Manaus a vítima fatal, também foi colocada no barco que seguiu para o porto de São Raimundo.

De acordo com os passageiros do banco Comandante Natal todos ficaram assustados quando a aeronave passou perto da embarcação antes de cair na água.

Eles não souberam informar se o piloto tentava uma aterrissagem de emergência na água.

O Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), vai realizar a ação inicial da investigação do acidente.