I Mostra Manaus de Artes Visuais é sucesso de público - Fato Amazônico

I Mostra Manaus de Artes Visuais é sucesso de público

Mais de 400 pessoas prestigiaram a abertura da I Mostra Manaus de Artes Visuais, na noite da última quarta-feira, 15, no Paço da Liberdade, no Centro. O evento, considerado um marco no segmento na cidade, reúne 14 obras de 11 artistas amazonenses e uma obra de autoria coletiva, reunidas em uma variedade de novos conceitos artísticos em um espaço de experimentação.

Hadna Abreu, Darlan Guedes, Francisco Rider, Monik Ventilari, Paulo Trindade, Evaldo Vasconcellos e Sarah Farias, Afrânio Santos, Fabiano Barros, Keila Serruya, Priscila Pinto, Diego Jonatã e o Coletivo Paxiúba compõem o time de artistas com obras contempladas na mostra.

“Estabelecemos um marco na história das artes em Manaus e na cultura amazonense. A Prefeitura de Manaus entende isso como um caminho sem volta para o formato que queremos e que a classe artística nos demanda para o desenvolvimento das políticas culturais”, afirmou o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, destacando que a modalidade de trabalho adotada será repetida em novos editais.

A I Mostra Manaus de Artes Visuais é resultado de um ano de trabalho realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Manauscult, desde o lançamento do edital para captação dos artistas e das obras que fariam parte desta iniciativa inédita. A curadoria é do artista plástico Aníbal Turenko Beça, um dos artistas amazonenses mais renomados no segmento artístico.

Aprovação do público

A noite de lançamento da I Mostra Manaus de Artes Visuais contou com a performance dos artistas Priscila Pinto, Francisco Rider, Fabiano Barros e do Coletivo Paxiúba, que interagiram com os presentes por meio da dança, videoarte, pintura e até mesmo proporcionando experiências gastronômicas, como na performance de Rider, na apresentação BankêtePerformátikoAmazôniko. Curiosamente, a apresentação durou cerca de uma hora e os participantes deviam seguir regras pré-determinadas, entre elas a de não saírem antes do final do ritual.

“Este prédio histórico do Paço Municipal, hoje aberto não somente para termos a presença de vocês, mas também aqui temos a ousadia, a coragem, a honestidade, a dedicação e o bem-querer pela arte da Amazônia”, declarou o diretor de Cultura da Manauscult, José Cardoso, durante a solenidade de abertura da I Mostra Manaus de Artes Visuais. De acordo com ele, é preciso destacar também que esta é uma oportunidade única especialmente para o público mais jovem poder desfrutar da arte que está sendo exposta e conhecer um pouco mais dos espaços públicos e históricos como o Paço Municipal.

O curador ressaltou o caráter experimental, diverso e contemporâneo da proposta da I Mostra Manaus de Artes Visuais. “Estou muito feliz em fazer parte desta mostra que conta com o talento de uma geração artística amazonense influenciada pela globalização. Os trabalhos possuem qualidade e expressões ímpares”, disse Turenko.

Visitação aos sábados

A partir deste mês, o Paço da Liberdade, localizado no Centro Histórico de Manaus, abrirá para visitação aos sábados de 9h às 14h. O espaço, que funciona normalmente em horário comercial, passará a ser mais uma opção nos roteiros culturais e turísticos durante o fim de semana. O prédio também abriga o Museu da Cidade e possui relevância arquitetônica e histórica para a capital amazonense.

Além da I Mostra Manaus de Artes Visuais, que reúne obras de diversas linguagens artísticas, o espaço possui mais três exposições sendo duas de longa duração e outra permanente. As de longa duração compreendem a Coleção Thiago de Mello, que reúne quadros que pertenciam ao acervo pessoal do poeta e engloba grandes nomes das artes plásticas da América Latina; e a ‘Pedra Fundamental da Pinacoteca Municipal’ – com quadros e esculturas de artistas amazonenses contemporâneos. A permanente refere-se à exposição de arqueologia in situ que compreende mostra três urnas funerárias da fase cerâmica paredão (por volta de 900 a.C a 1000 d.C), e apresenta também a estrutura do subsolo do prédio e antigo encanamento cerâmico ainda construída pelos ingleses.

Excursões

Desde fevereiro deste ano, o Paço abriu para agendamento de escolas públicas e privadas que desejarem marcar visitas para seus estudantes no espaço. A proposta é oferecer aos alunos um tour interativo sobre as manifestações culturais e artísticas existentes no local. Os interessados devem entrar em contato direto com a coordenação do espaço para programar as visitas.

As instituições devem fazer contato com a equipe do Paço Municipal de segunda a sexta-feira, no horário de 9h às 17h e incluir nos grupos professores das áreas de história, arqueologia ou artes para o acompanhamento dos alunos. As visitas podem ser agendadas pelo telefone 3622-4991 e pelo e-mail [email protected]