Pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (23) mostra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, com 57% dos votos válidos. O candidato do PT, Fernando Haddad, aparece 14 pontos percentuais atrás, com 43%. O cálculo para chegar aos votos válidos exclui as respostas dos entrevistados que disseram votar branco, nulo e os que não responderam.

A diferença entre os dois candidatos caiu quatro pontos percentuais em relação à pesquisa anterior. No último levantamento do Ibope, divulgado em 15 de outubro, o candidato do PSL pontuou 59% dos votos válidos, e o petista, 41%, uma diferença de 18 pontos percentuais.

Já nos votos totais, quando são considerados os brancos, nulos e os que não responderam, Bolsonaro tem 50%, contra 37% de Haddad. Os votos brancos e nulos somam 10%, e 3% não souberam ou não responderam.

Na semana passada, o militar tinha 52% das intenções de voto, e o petista tinha 37%. Naquela ocasião, brancos e nulos eram 9%. Não souberam ou não responderam somavam 2%.

A pesquisa ouviu 3.010 eleitores de 21 a 23 de outubro em 208 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. O levantamento foi encomendado por TV Globo e O Estado de S.Paulo, e foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-07272/2018.

Rejeição

Bolsonaro é rejeitado por 40% dos entrevistados, tecnicamente empatado com Haddad, que tem 41% de rejeição. O potencial de voto do militar é de 48%. Desse total, 37% votariam com certeza no candidato do PSL, e 11% disseram que poderiam votar nele. Já Haddad tem um potencial de voto de 43%, sendo 31% de eleitores que votariam com certeza no petista, e 12% que poderiam votar no ex-prefeito.

Entre os eleitores, 11% disseram não conhecer o suficiente Bolsonaro para opinar sobre voto, e 2% preferiram não responder. Sobre Haddad, 14% responderam que não conhecem o candidato o suficiente, e 2% não souberam ou preferiram não opinar.

Voto espontâneo

Na pesquisa espontânea de intenção de voto, quando não são apresentados aos entrevistados os nomes dos candidatos, Bolsonaro foi mencionado por 42% dos eleitores, cinco pontos percentuais a menos que no levantamento anterior, quando teve 47%. Haddad se manteve com a mesma pontuação da última pesquisa, com 33%.

Expectativa de vitória

Quando os entrevistados respondem qual a expectativa de vitória, independentemente da intenção de voto, Bolsonaro tem 69%, contra 21% de Haddad, e 9% não souberam ou não responderam.

Em 15 de outubro, o candidato do PSL tinha 66% de expectativa de vitória, e o petista tinha 21%.