Na véspera da eleição presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) tem 54% das intenções de voto, contra 46% de Fernando Haddad (PT). Em quatro dias, a vantagem do líder na corrida pelo Palácio do Planalto caiu seis pontos porcentuais  –  era de 14 e agora é de 8 pontos. Os dados são de pesquisa Ibope/Estado/TV Globo.

As taxas se referem aos votos válidos  –  quando são excluídos do cálculo os votos em branco e nulos, além dos indecisos. Considerados os votos totais, Bolsonaro tem 47% (queda de 3 pontos em quatro dias) e Haddad, 41% (crescimento de quatro pontos). Há ainda 10% dispostos a votar em branco ou nulo, e 2% de indecisos.

Há tendência de queda na preferência por Bolsonaro desde a primeira pesquisa Ibope/Estado/TV Globo do segundo turno, divulgada no dia 15 de outubro. Na ocasião, o deputado e militar reformado tinha 59% das intenções de voto, considerados os válidos. No dia 23, ele passou para 57%, e agora para 54%. Já Haddad tinha 41%, foi a 43% e chegou a 46%.

O Ibope mediu também o potencial de voto de cada candidato. No quesito “não votaria de jeito nenhum”, a taxa de Haddad subiu três pontos e agora está em 44%. Já a de Bolsonaro oscilou um ponto para baixo e foi a 39%

Os que declaram que “com certeza” votarão em Bolsonaro passaram de 37% a 39% em quatro dias, enquanto as taxas de Haddad foram de 31% para 33%.

Os que dizem que “poderiam votar” são 10% no caso do candidato do PSL e 12% no caso do petista. Na pesquisa anterior, as taxas eram de 11% e 12%, respectivamente. (Estadão)