II Copa Verão de Motocross consagrou na tarde deste domingo, 1º, os melhores pilotos da região - Fato Amazônico

II Copa Verão de Motocross consagrou na tarde deste domingo, 1º, os melhores pilotos da região

A garoa que caiu na tarde deste domingo, 1º, não impediu que a II Copa Verão de Motocross pegasse fogo na Pista do Tarumã, localizada na zona Oeste. Pelo contrário, com a área escorregadia, os quase 200 pilotos tiveram que mostrar toda sua habilidade em cima das duas rodas no evento realizado pelaAssociação Amazoncross Auto Moto Clube, com apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel).

Uma das disputas mais esperada do dia foi a Principal Pro 230. Com a lama “sabotando” os pilotos, o goianiense Carlos Pereira, mais conhecido como Carlinhos, superou a adversidade e faturou a categoria, após cair por duas vezes e acelerar na reta final. Com o resultado, o campeão levou para casa R$ 1.500. “O nível dos pilotos de Manaus é bem alto, mas hoje ganhou aquele que conseguiu ficar mais tempo em cima da moto. Neste caso, eu consegui o equilíbrio e estou muito feliz por ter vencido fora de casa e numa terra que gosto tanto”, comentou o octocampeão mato-grossense.

Quem também fez bonito nas pistas e representou muito bem a classe foi Leociana Lucarini. Disputando a categoria Feminina, a piloto venceu com folga e deixou Lourrayana Jurema e Ronacleide da Silva para trás. “Com este resultado já sou campeã geral feminina antecipada e isso é resultado de muito trabalho. Não consegui chegar a tempo ontem (sábado) para o reconhecimento da pista, por isso esta vitória tem um gostinho especial”, disse a itacoatiarense.

Único brasileiro que realiza a manobra back-flip (looping invertido), uma das mais difíceis do mundo, Gilmar Flores, o Joaninha, estava presente no evento e aprovou a II etapa Verão de Motocross. “É sempre bom vir a Manaus, ainda mais para prestigiar um evento que reúne tanta gente boa. Gostei muito do que vi hoje, e tenho certeza de que tem muito piloto daqui com chance de despontar no cenário nacional, como é o caso do Johnatan Silva (segundo lugar pela Nacional Importada)”, afirmou o piloto, que em 2014 disputará pela primeira vez a temporada do Mundial de Freestyle de Motocross.

O Rei das pistas

Aos 39 anos de idade, Tino Bala soma 13 anos de carreira e no currículo tem o hexacampeonato amazonense de motocross e o heptacampeonato amazonense de motovelocidade. E como não poderia ser diferente, o rei das pistas, como é chamado pelo público, conquistou mais um título para a coleção na tarde deste domingo.

Aos olhos atentos da esposa Gisela Souza e dos filhos Emmily e João, o piloto travou uma briga de ponta a ponta nas primeiras seis voltas com a única mulher da categoria Nacional Intermediária, Leociana Lucarini, e nas últimas duas aproveitou uma falha na moto da adversária e abriu vantagem, faturando com louvor a II etapa da Copa. “Foi uma disputa difícil, mas graças a Deus consegui levar pra cima a competição e venci. Mesmo com tanto tempo de pista, eu ainda fico ansioso nas competições e agradeço muito a minha família pelo apoio. Minha vitória é para eles”, disse Tino.

Apesar de ver o marido tanto tempo em cima das duas rodas, Gisela confessa que não consegue se acostumar com marido correndo “por aí”. Ela só se acostumou mesmo foi ver Tino no pódio. “Não adianta, não tem como não ficar nervosa. Mas tudo é recompensado quando vejo a felicidade dele ao ganhar”, disparou.

Sul Americano

Na II Copa Verão, o presidente da Federação Amazonense de Motocross, Sérgio Mota, voltou a reiterar a possibilidade de Manaus sediar em 2014 o Sul Americano de Motocross, que reúne uma média de 30 pilotos. Para tanto, a Capital precisa passar pela avaliação da Comissão da Federação Internacional de Motocross (FIM), que desembarca na próxima sexta-feira, dia 6, na terrinha baré.

“Estamos com 99% de certeza que o Sul Americano vem para cá. Precisamos apenas desta aprovação da FIM, que vai verificar duas pistas na próxima semana: A do Tarumã e da Honda”, contou Mota.