Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

Melhorar o convívio social, ajudando na redução do stress e fortalecendo o estímulo à independência, autonomia e diminuindo as limitações que uma pessoa com deficiência enfrenta em seu dia a dia, são alguns dos principais objetivos alcançados nos 2 mil dias de gestão municipal, do prefeito Arthur Neto, após a criação, em 2016, da Colônia de Férias para Pessoas com Deficiência (PCDs) e a expansão de atividades específicas voltadas para esse público nos centros esportivos localizados na cidade.

As atividades que visam auxiliar no cotidiano dos participantes e buscam estimular a pessoa com limitações a desenvolver capacidades para enfrentar problemas frequentes foram destaques neste segundo dia da 4ª edição da Colônia de Férias para PCDs, realizado nesta sexta-feira, 29/6, na Minivila Olímpica do Coroado, zona Leste.

Mais de 500 pessoas participaram do segundo dia da programação preparada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) e do Fundo Manaus Solidária.

“É notório ver o quanto Manaus avançou na disponibilidade de incluir cada vez mais pessoas por meio do esporte nesses mais de 2 mil dias de gestão municipal, do prefeito Arthur Neto. É com a Colônia de Férias, com as atividades nos centros esportivos e com todo o trabalho que vem sendo feito para incluir cada vez mais pessoas que precisam de um olhar especial do poder público”, ressaltou o secretário da Semjel, João Carlos.

Prova de que os benefícios são reais é como afirma a professora Rosana Stuart, 45, que percebeu em sua filha Stefhany Sophia, 4, melhorias apresentadas desde o primeiro dia da colônia de férias. “A Stefhany participa da colônia desde o ano passado e eu percebi uma mudança bastante considerável no comportamento dela. Tanto é que faço questão de trazê-la com frequência nas atividades realizadas nos centros esportivos diariamente”, disse.

Segundo a auxiliar de enfermagem Rosimeire Ramos, 62, seu neto Guilherme Ramos, 2, que possui doença congênita participa com frequência das colônias e, de acordo com ela ele gostou da novidade. “A colônia de férias está ajudando o meu neto a desenvolver melhor o andar dele. Eu fiquei muito feliz em saber que a colônia vai passar a ser realizada no meio do ano também. Assim, o Guilherme pode aproveitar mais”, destacou.

De acordo a Coordenadora do Programa ‘Viva as Diferenças’, da Semjel, a professora Wiviane Oliveira a colônia serve para estimular a socialização entre eles. “Percebemos por meio das colônias de férias que as crianças que têm dificuldade em se socializar, quando participam das nossas atividades a dificuldade é esquecida. Elas passam a interagir com as atividades e com os colegas. Tudo isso traz benefícios para o desenvolvimento motor e cognitivo delas”, observou.

Encerramento

A Colônia de Férias para PCDs será encerrada neste sábado, 30, com direito a festa junina e programação especial, com início programado para às 16h, no Parque Cidade da Criança, no Aleixo, zona Centro-Sul.


Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share