INSEGURANÇA: Aumento da violência em Parintins é discutido em audiência pública na Câmara Municipal - Fato Amazônico

INSEGURANÇA: Aumento da violência em Parintins é discutido em audiência pública na Câmara Municipal

"Ouvimos todos os dias nas emissoras de rádio o avanço da criminalidade no município. Sabemos que segurança pública é dever do estado e direito do cidadão, mas infelizmente Parintins agora está no grupo dos cem: é um dos cem municípios com problema de toda ordem, mas o recurso não chega para investir", foram as palavras dita pelo vereador Carlos Augusto das Neves (PSD), autor da propositura que levou a Câmara Municipal de Parintins abrir as portas para a realização na última sexta-feira (24) de uma audiência pública cujo objetivo foi tratar dos mais diversos assuntos voltados à segurança pública.

O debate foi presidido pelo Chefe do Legislativo Everaldo Batista (PROS) e contou com a participação dos vereadores Carlos Augusto , Maildson Fonseca (PSDB), Vanessa Gonçalves (PROS), Rildo Maia (PSD), Juliano Santana (PDT) e Ernesto Cardoso (PTN), dos deputados estaduais Cabo Maciel (PR) e Bi Garcia (PSDB), do delegado de Polícia Militar Bruno Fraga, do comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar tenente coronel Valadares Júnior, do tenente Elias Soriano representando a Delegacia do Serviço Militar, do conselheiro ouvidor do TCE Júlio Pinheiro, do representante do Executivo Marcos da Luz, convidados e principalmente da população parintinense, a qual lotou o Plenário Raimundo Almada.

Carlos Augusto apresentou algumas estatísticas do ano de 2015 com relação a acidentes e crimes de trânsito. Segundo ele, foram 25 casos de acidentes registrados em janeiro e 12 casos fevereiro. Com relação aos crimes de trânsito registrados, foram quatro e cinco casos em janeiro e fevereiro, respectivamente. Carlos Augusto lamentou a informação de que os entorpecentes estão chegando às comunidades distritais de Parintins e que a maioria dos roubos são feitos por jovens dependentes de drogas.

O parlamentar quer a elaboração e o cumprimento de políticas públicas que minimizem essa realidade. Com isso, ele fez um pedido especial ao deputado Cabo Maciel, para que possam implantar o programa Ronda nos Bairros na região do Zé Açu, pois existem altas incidências de entorpecentes nesta localidade.

O senhor Raimundo Brito, Diretor de Relações Institucionais da Associação da Polícia Interativa Comunitária, questionou se na família existe a preocupação dos pais em darem carinho aos seus filhos, pois tudo começa no núcleo familiar. Raimundo ainda destacou que hoje o acesso a drogas e a entorpecentes está muito fácil, inclusive nas escolas. "É preciso que a nossa comunidade faça discussões sobre a segurança, é preciso que todos se envolvam nessa questão. É necessário que todos trabalhem, porque senão a violência vai tomar conta da nossa cidade. É preciso que a polícia também esteja mais perto dos nossos jovens também, pois eles são o futuro", afirmou Brito.

O delegado de Polícia Militar Bruno Fraga ressaltou que em seis meses já foram apreendidos 31 quilos de drogas em Parintins, sendo considerada uma quantidade muito grande. Segundo ele, de janeiro a abril já foram registrados 449 furtos, um número absurdo. "Ai vocês tiram a que pé nós estamos. Vivenciamos um trânsito caótico e a facilidade de se alugar um veículo faz com que o criminoso faça o seu crime e depois devolva o veículo. Sabemos que é dever do Estado garantir a segurança, mas todos somos responsáveis. Infelizmente há pais que dão moto aos filhos. Há bares que fomentam a criminalidade. Por isso, precisamos de conscientização, que as pessoas sejam conscientes de seus atos", elencou Bruno Fraga.

O delegado disse que as bocas de fumo existem e a maioria da população sabe onde tem uma. "Há um alto número de pessoas que são presas por isso. Mas, elas entram e saem. O trabalho é feito e precisamos ressaltar que a educação vem de dentro de casa. Infelizmente há famílias desestruturadas e precisamos tirar a juventude das drogas. Precisamos de união. Quero dizer que a polícia está de portas abertas", frisou Fraga.

Bi fala do aumento da violência

O deputado estadual Bi Garcia falou que tem consciência do aumento da violência em Parintins. “Nós hoje somos o maior polo universitário do Amazonas e por isso é importante que a gente contenha a violência aqui. Nós não podemos perder o tempo de investimento no município. Não adianta o comandante ter muitas viaturas se não tiver qualidade de vida da população. As cidades que tem menor índice de violência são as cidades mais avançadas no nível educacional”, assegurou o deputado.

Bi Garcia ainda disse que o assunto de segurança pública tem que ser levado às escolas para que todos comecem a discutir essa problemática desde cedo. Outro assunto retratado por ele foi em relação a iluminação pública. Ele afirmou: “Todos nós sabemos que onde há escuridão, tem bandidos. Nós não podemos deixar que o bandido se sinta a vontade para fazer tudo que quer, temos que mostrar a eles o quanto nós estamos e podemos combater a criminalidade”, afirmou o parlamentar. Ele ainda reafirmou o seu compromisso enquanto deputado para trazer investimentos na questão da segurança pública para Parintins, principalmente no que diz respeito ao presídio público.

Municipalização do trânsito

O Tenente Coronel Valadares Pereira Júnior, Comandante do 11º Batalhão Regional de Polícia Militar, ressaltou que acima de tudo os policiais são cidadãos e que não se deve colocar a culpa apenas na PM, mas existem uma série de entidades que juntos são responsáveis pela segurança pública. O Tenente Coronel ainda pediu a municipalização do trânsito, pois o caos do trânsito tem causado muitas vítimas.

"A PM acaba ficando com muitas responsabilidades e nós temos que deslocar equipes do Ronda nos Bairros que poderiam estar fazendo fiscalização para fazer esse controle no trânsito", ressaltou Valadares. O comandante ainda destacou que entende a dificuldade que as pessoas têm para tirar a CNH no município e por isso mesmo procura fazer uma fiscalização mais compassível. "O Ronda nos Bairros teve uma queda na sua eficiência por conta da não manutenção dos veículos, mas eu acredito que com a contratação de uma nova empresa todos os veículos vão voltar a funcionar e assim teremos mais eficiência", enfatizou ele. Valadares disse que a iluminação pública é de grande importância para a qualidade da segurança pública. Na oportunidade, ele ainda pediu que seja revista a situação do funcionamento do horário dos bares.

Presidente da CMM

O Chefe do Legislativo Everaldo Batista evidenciou que a finalidade da discussão é planejar ações e buscar a viabilização de alternativas de solução preventiva com vistas ao tratamento dos problemas de segurança detectados em Parintins. Batista frisou ser primordial os participantes debaterem resultados imediatos para manter a tranquilidade pública e a preservação dos direitos dos cidadãos parintinenses, de modo a organizar a comunidade em geral.

Os participantes relataram as dificuldades de conviver com assaltos, roubos, acidentes, crimes de trânsito e o medo de rebeliões devido à superlotação do Presídio, sendo que a maioria dos envolvidos nestes casos são usuários de drogas. Entre as sugestões dos participantes está a maior atuação do Ronda nos Bairros, a construção de um novo Presídio Público e a iluminação completa da cidade. A Câmara de Parintins vai protocolar um documento com todas as sugestões discutidas na audiência e enviar para os órgãos competentes, para que estes executem ações eficazes com relação à segurança dos parintinenses.