Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O motorista Anderson Almeida aproveitou a ação da Prefeitura de Manaus na manhã de ontem (16/06), para garantir, pela primeira vez, a imunização contra a gripe. “É muito importante que a gente se previna contra doenças. E a prefeitura oferece, de graça, para nós. Não podemos perder essa oportunidade”, disse.

Ele foi à Policlínica Castelo Branco, no Parque Dez, zona Centro-Sul, uma das unidades de saúde disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para intensificar a vacinação contra o sarampo e contra o vírus Influenza em suas três cepas: H1N1, H3N2 e B, que envolveu aproximadamente 500 servidores.

Decisão tomada, também, pela estudante Juliana Krichanã, que estava fazendo caminhada nas imediações da mesma Policlínica, quando foi abordada por uma técnica da unidade falando sobre a necessidade de se proteger contra doenças por meio da vacina. “A gente tem que se cuidar, preservar nossa saúde e nada melhor do que a prevenção. Por isso, aceitei o convite”, afirmou.

A intensificação da vacinação contra as duas doenças foi mais uma das estratégias determinadas pelo prefeito Arthur Virgílio Neto para facilitar o acesso da população às vacinas, independentemente da prorrogação da campanha nacional de vacinação contra a gripe que, em Manaus, irá até o dia 21/06, em razão do ponto facultativo decretado pelo município para o dia 22. “Ainda não alcançamos ambas as metas (sarampo e influenza), portanto, a importância dessa manhã de mobilização é disponibilizar nossas unidades e postos avançados distribuídos por toda a cidade”, explicou a subsecretária municipal de Gestão da Saúde da Semsa, Adriana Elias, lembrando que as vacinas estarão à disposição durante a próxima semana.

A subsecretária ressaltou que, com relação ao sarampo, a maior preocupação continua sendo com as crianças de seis meses a menores de seis anos, faixa que registra o maior percentual dos casos confirmados.

Para a vacinação contra o sarampo, o público-alvo são pessoas na faixa etária de seis meses de idade até 49 anos. A vacina contra gripe, que imuniza contra os tipos influenza A (H1N1), A (H3N2) e B, será oferecida para pessoas com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde, professores das escolas públicas e privadas, crianças na faixa etária de seis meses a menor de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

Além de 62 unidades de saúde, foram disponibilizados 47 pontos de vacinação em locais estratégicos, distribuídos nas zonas Sul, Leste, Oeste, Norte e Rural, que funcionaram em locais como shoppings, supermercados, lanchonetes, escolas, drogarias e panificadoras. Nos shoppings, o horário foi diferenciado. Nos shoppings Ponta Negra, Via Norte, Sumaúma, Amazonas, Plaza e Manauara, a vacinação aconteceu das 14h às 20h. No Uai Shopping e no Shopping Grande Circular, na zona Leste de Manaus, as vacinas foram oferecidas no horário das 10h às 16h.

Campanha – A Campanha de Vacinação contra a Influenza foi iniciada no dia 12 de maio em Manaus, e imunizou 60,60% do público-alvo, estimado em 424.402 pessoas. A meta, determinada pelo Ministério da Saúde, é imunizar, no mínimo, 90% desse total.

Desde o início do surto de sarampo em Manaus, no mês de fevereiro, o município já registra 1.045 casos notificados da doença. Deste total, 147 foram confirmados, 75 descartados e 823 continuam em investigação (aguardando resultado laboratorial), de acordo com o Informe Epidemiológico divulgado na última terça-feira, 12/06.    


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •