Jato cai na Espanha após participação em parada militar - Fato Amazônico




Jato cai na Espanha após participação em parada militar

Um jato militar caiu nesta quinta-feira em uma área rural após participar de uma parada militar em Madri durante as celebrações de um feriado nacional espanhol. O acidente aconteceu quando o caça se preparava para pousar numa base militar no sul da Espanha. O piloto não conseguiu deixar a aeronave e morreu na queda, informam jornais locais.

O avião, um jato Eurofighter, participou da parada militar do dia 12 de outubro, data que se comemora o Dia Nacional da Espanha, marco da chegada de Cristóvão Colombo à América. Em conjunto com outros três caças, a nave realizou manobras nos céus da capital espanhola e voltaria à base de Los Llanos, próxima à cidade de Albacete. Segundo informa o jornal espanhol El País, a polícia recebeu as primeiras chamadas relatando o acidente às 12h15 (horário local).

O presidente do governo de Castilha-La Mancha, Emiliano Gárcia-Page, região onde ocorreu a tragédia, confirmou em mensagem postada no Twitter a morte do piloto do caça, que “estava servindo à Espanha”. Em nota, o ministério da Defesa espanhol disse que as causas do acidente estão sendo investigadas.

Sob o tema “Orgulhosos de ser espanhóis”,  a parada militar em Madri contou com a presença da família real espanhola e os ministros de estado do país, com exceção do responsável pela pasta de Economia, em viagem à Washington. Dos 17 presidentes regionais da Espanha, apenas três não compareceram à solenidade – entre eles, Carles Puigdemont, o líder catalão que nesta terça-feira declarou a independência da Catalunha para suspendê-la na sequência. O jornal La Vanguardia informa que gritos de “prisão à Puigdemont” foram escutados nas ruas de Madri.