Jobson pede transferência de cadeia por sofrer ameaças dentro de presídio - Fato Amazônico


Jobson pede transferência de cadeia por sofrer ameaças dentro de presídio

O ex-jogador Jobson está preso por suspeita de estupro de vulneráveis. Com isso, presos que dividem prisão com ele estão o ameaçando dentro da cadeia pública de Colméia, e por isso o ex-jogador pediu para ser transferido do local. As informações são do advogado Josenildo Ferreira. Ele disse ao site ‘G1’ que os presos estavam tentando extorquir o seu cliente, ao pedir R$ 300 por semana.

O advogado diz que a cadeia de Colméia não tem uma cela para presos provisórios e que, no último mês, o atacante ficou com os já condenados. Segundo ele, foi aí que Jobson passou a ser ameaçado.

– Ele vem sendo ameaçado por causa do crime que ele responde. O preso não quer saber se ele é suspeito ou culpado – contou Ferreira ao ‘G1’.

A Secretaria Estadual da Cidadania e Justiça informou que Jobson aguarda a decisão quanto ao seu pedido de transferência preso em Colméia. Segundo o órgão, o ex-jogador não sofreu nenhuma agressão.

Jobson foi preso em junho de 2016 por cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Até o momento, ele foi solto duas vezes, mas descumpriu medidas estabelecidas pela Justiça para a liberdade condicional e voltou para a prisão.

O ex-atleta teria aliciado três adolescentes e teria levado para uma chácara, em Tocantins. Lá, as vítimas teriam sido embriagadas e entorpecidas para, em seguida, serem abusadas sexualmente. O caso ainda está sendo analisado.