O deputado estadual Josué Neto (PSD) solicitou, nesta terça-feira (13/11), uma intervenção urgente do Governo do Estado para solucionar os problemas da saúde do Estado, entre eles a falta de estrutura no Hospital de Novo Aripuanã e os pagamentos em atraso dos terceirizados da saúde. Segundo o parlamentar, os problemas têm causado mortes na capital e interior.

Da tribuna, o deputado informou que o Hospital de Novo Aripuanã corre o risco de ser interditado a pedido do Ministério Público, e por isso cobrou uma intervenção urgente da Secretaria de Estado da Saúde (Susam). “Esse é o único hospital do município, portanto é necessária uma ação urgente do Estado”, afirmou.

“A morte de três gestantes em Novo Aripuanã é um reflexo do que está acontecendo na área da saúde em todo o Amazonas, onde os profissionais, médicos, terceirizados estão há mais de três meses sem receber seus pagamentos. E o que é pior, estão correndo o risco de não receberem o mês de novembro e nem o mês de dezembro”, completou o deputado.

Para ele, a solução mais viável no momento é o corte de gastos de outras áreas e a transferência urgente de recursos para a área da saúde. “O governo tem que estudar isso (corte de gastos e transferência). Já existe essa ideia, falta apenas o governo dar o aval. Porque do jeito que está mais mortes vão acontecer no Estado”, afirmou.