Parintins (Elcimar Freitas ) – O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, deputado estadual Josué Neto (PSD), esteve na última sexta-feira visitando a cidade de Barreirinha, no Baixo Amazonas, e não gostou nada do que viu no município, onde obras, como da contenção do processos erosivos grave na orla, no valor de mais de R$ 11 milhões, que teve início em agosto do não passado, mas está completamente parada. Em visita ao Hospital Cariolano Lindoso, o parlamentar constatou que há mais de 30 dias o governo do estado encaminhou ao município um mamógrafo, mas o aparelho ainda não foi instalado pela prefeitura.

“O governo faz sua parte, mas a prefeitura ainda não fez a dela”, disse Josué Netto, informando que os R$ 20 mil, que seriam empregados na adequação da sala para a instalação da sala, já estão na conta da prefeitura, mas o prefeito Mecias Sateré (PSD), ainda utilizou os recursos e por isso não instalou o mamógrafo.

De acordo com Josué Neto, Barreirinha, está precisando de um prefeito, afirmando que Mecias Sateré, é uma pessoa ausente que anda se escondendo e que se quer participou do início dos trabalhos do executivo municipal.

O deputado esteve reunido com lideranças de Barreirinha que contou com a presença de sindicatos e associações ligados aos professores da educação, pescadores, trabalhadores rurais, comerciantes, funcionários públicos, conselho tutelar, o vereador Van Alexandrino e o servidor público federal José Augusto Nenga.

No encontro Neto, ouviu as reivindicações dos moradores de Barreirinha, que falaram do principais problemas hoje no município como segurança, saúde, educação, infraestrutura e lazer.

“Conversei com pessoas simples que demonstraram a insatisfação com a administração municipal”, disse Josué Neto, em entrevista ao Fato Amazônico, já em Parintins, afirmando que os relatos ouvidos em Barreirinha, não foram de pessoas de oposição, mas daquelas que contribuem para o município.

Josué, disse que esteve visitando algumas obras que estão sendo realizadas com recursos de convênios do governo do estado e percebeu que os mesmos estão sendo empregados de errada.

“Temos a previsão de uma outra cheia e como as obras que há estão sendo feitas, mas não foram concluídas, Barreirinha não está pronta para enfrentar a cheia”, declarou o parlamentar, afirmando que saberá diferenciar o que são os serviços do governo, ele irá conversar com os secretários de estado. “Mas muitas vezes as informações que chegam as secretarias são erradas e são mentirosas. E os secretários que estão em Manaus, pegam as informações dos secretários municipais mentirosas que não refletem o dia a dia de Barreirinha”, disparou.

Nas horas que passou em Barreirinha, Neto, depois de reunir com as lideranças, esteve visitando o Centro Esportivo e de Evento Eduardo Braga, que está completamente abandonado. O presidente da Assembleia, participou de uma entrevista na Rádio Andirá, para o radialista Antônio Coelho Costa e esteve ainda com o Pároco da Igreja Nossa Senhora do Bom Socorro, padre Edson Ferreira.