A lutadora Maysa Ladislau, 38, será mais uma amazonense a participar do Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, a ser realizado entre os dias 30 de abril a 5 de maio, em Barueri, São Paulo. Maysa contará com o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel).

Há cinco anos competindo pela arte suave, a agora lutadora era atleta de vôlei e migrou de esporte para ajudar o filho que desenvolveu depressão e Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) após um problema familiar.

“Eu migrei de esporte por amor ao meu filho, na verdade. Eu tinha um relacionamento que chegou ao fim. Na época, ele tinha cinco anos e não soube lidar com essa separação, ficou com depressão e desenvolveu o TOC. E eu busquei no esporte a cura pra ele, não quis tratar com remédios. Então matriculei ele na escolinha de jiu-jitsu e por não ter o conhecimento da arte me matriculei junto pra fazer o acompanhamento dele e descobrimos que temos o dom na família. A gente se profissionalizou e hoje em dia todo mundo na minha casa é atleta de jiu-jitsu”, contou.

Realmente lutar jiu-jitsu é um dos dons da família de Maysa, ela mesma tem apenas uma derrota na modalidade, na qual ficou invicta da faixa branca até a faixa roxa. E conquistou títulos importantes a nível internacional, como o Sul-Americano, Mundial de Master, Floripa Open, Brasília Open, Natal Open e Manaus Open. Agora ela irá em busca do campeonato brasileiro.

“Esse apoio que a gente recebe é fundamental. Essas portas que a Prefeitura de Manaus tem aberto pra gente é muito importante, principalmente pro jiu-jitsu feminino, porque a gente ainda enfrenta muita barreira. Então, esse apoio que é dado pra gente, nos ajuda muito, abre portas pra gente trazer títulos importantíssimos para o nosso Estado”, disse.

O secretário da Semjel, João Carlos destaca o esporte como transformador na vida das pessoas. “Vejam o caso da Maysa, ela praticava um esporte e, como mulher e mãe, mudou de modalidade para cuidar do filho doente. Acabou que ela descobriu um talento que não sabia que tinha e já conquistou tantos títulos importantes. O esporte transformou a vida dela e a de seu filho”, ressaltou.