Uma das capitais mais bem equilibradas fiscalmente do Brasil, Manaus tornou a ser referência em gestão administrativa para as demais localidades brasileiras ao ganhar o Prêmio de Excelência em Governo Eletrônico (e-Gov), durante o 46º Seminário Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação para a Gestão Pública (Secop), realizado pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep TIC), em Florianópolis.

A capital do Norte do país se destacou pela implementação do ambiente de geocolaboração municipal, um dos sistemas que integram o “Plano de Modernidade” da Prefeitura de Manaus, lançado recentemente pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. “O aperfeiçoamento das ferramentas administrativas é fundamental para enxugar a máquina pública e para dar transparência e eficiência à gestão, com a melhor prestação de serviços ao cidadão. E esse é o nosso principal compromisso”, destaca o prefeito.

Para o subsecretário de TI da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Richard Costa, o reconhecimento da governança e gestão municipal, por meio das ferramentas de GEO, coloca Manaus entre as grandes organizações de TIC do Brasil.

“Hoje a tecnologia GEO está na palma da mão de cada gestor da Prefeitura de Manaus. A partir de mapas temáticos, é possível acessar informações inerentes à educação, saúde, trânsito, e demais áreas da atuação municipal. Esses dados são facilmente acessados por smartphones, tabletes ou desktops”, explicou o subsecretário.

Ainda segundo Richard, as informações estão disponíveis apenas aos gestores municipais. Com a realidade do ambiente de geocolaboração, os cidadãos também poderão usufruir, em breve, dessa tecnologia, por meio de aplicativos e serviços de informações.

O ambiente de geocolaboração é apenas uma das inovações em sistemas voltados à gestão pública. A Prefeitura de Manaus vem trabalhando em diversas ferramentas e sistemas, dentro do conceito Cidade Inteligente, que visam facilitar o serviço público, tanto para os servidores quanto para os cidadãos manauaras, como o sistema de geocadastro, sistema de gerenciamento para pagamento de fornecedores do município, ampliação do sistema de tramitação de documentos eletrônicos entre os órgãos municipais e um sistema para monitoramento de metas para gestores.