Manauscult e Cetam iniciam oficinas de capacitação para permissionários da Praça Mário Verçosa - Fato Amazônico

Manauscult e Cetam iniciam oficinas de capacitação para permissionários da Praça Mário Verçosa

Permissionários da Praça Mário Verçosa, conhecida como Praça do Dom Pedro, iniciaram ontem à tarde mais uma capacitação voltada ao bom atendimento aos clientes. A “Oficina de Cardápios” é oferecida aos comerciantes por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), e o Governo do Estado, por meio do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). Com duração de uma semana, este e outros dois cursos serão oferecidos até o final do mês de maio.

Além das principais regras para a elaboração de um cardápio interessante e informativo, os permissionários aprenderão, na próxima semana, técnicas importantes durante a oficina “Manipulação de Alimentos". Na semana seguinte, o objeto das aulas será o ‘Empreendedorismo’, que visa incentivar o pensamento empreendedor nos permissionários. Vinte alunos se inscreveram para cada turma.

A abertura oficial dos cursos foi feita pela diretora do Departamento de Infraestrutura e Qualificação da Manauscult, Márcia Raquel Guimarães, representando o diretor-presidente da fundação, Bernardo Monteiro de Paula. Márcia Raquel explicou as principais características do curso e de que modo os permissionários podem tirar melhor proveito das aulas.

De acordo com a professora de gastronomia Vandira Marcelo, que ministrará o curso sobre cardápios até sexta-feira e, na próxima semana, ensina métodos corretos para manipular os alimentos, as aulas foram desenvolvidas para atender as principais necessidades dos permissionários. “Durante três dias, eu estive na Praça como visitante, colhendo informações sobre os pontos mais críticos que deveriam ser abordados no curso”, explicou.

Para o atendente Cláudio Luiz dos Reis, 49, as aulas são uma possibilidade acessível de se manter informado sobre as melhores técnicas. Ao contar que gosta de participar de oficinas de capacitação, ele avaliou ainda que esta é uma oportunidade de melhor atender aos clientes que já frequentam a praça, mantendo a freguesia cada vez mais fiel.

Ao final dos cursos, cuja carga horária é de 15 horas, cada, os participantes receberão um certificado, emitido pela Manauscult, em parceria com o Cetam.