O ex-secretário Manoel Ribeiro, do Instituto Municipal de Planejamento Urbano, teve suas contas exercício 2011 julgadas irregualares em unanimidade pelo Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas na manhã desta quinta-feira. O ex-gestor da administração Amazonino Mendes, ainda terá de devolver aos cofres públicos a importância de R$ 311 mil e pagar uma multa de R$ 8 mil.

Os conselheiros acompanharam a proposta de voto relator da matéria o auditor Alípio Reis Firmo Filho, identificou várias irregularidades nas contas de Manoel Ribeiro, como aluguel de um imóvel localizado na Avenida Brasil, na Zona Oeste de Manaus, no valor de R$ 45 mil, R$ 25 mil a mais do que o avaliado pelo mercado imobiliário que seria de R$ 20 mil.

Outro irregularidades apontada por Alípio Firmo, locação de veiculos da Empresa Locavel Serviços Ltda, que na licitação apresentou o maior preço de R$ 66, 50, mas venceu a proposta de R$ 42,00, de uma concorrente.

Manoel Ribeiro, em sua aadministração a frente do Implurb, contrarou mais de 100 estagiários sem nenhum processo seletivo.