Representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, Prefeitura de Manaus e dos poderes Legislativos participaram na tarde de sexta-feira (22/02), da abertura do Global Legal Hackathon Manaus, competição que visa o desenvolvimento rápido de soluções inovadoras que impactem positivamente o ecossistema da Justiça. A iniciativa é da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas por meio da Comissão da Direito Digital, Startup e Inovação com o apoio do Sebraelab e da Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs.

“A OAB-AM entende que como as demais áreas, o Direito também está em constante atualização e seja no dia a dia dos operadores do Direito, seja no dia a dia do jurisdicionado, a sociedade como um todo está buscando cada vez mais modernidade, inovação, novas ferramentas que possam desburocratizar as rotinas. O advogado está buscando empreender, está atrás de soluções que possam efetivamente contribuir com o seu trabalho e por isso estamos aqui apoiando e incentivando essa competição, a exemplo do que já fez o Ministério Público do Amazonas no ano passado”, afirmou o presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy.

Para o presidente do conselho deliberativo do Sebrae-AM, Muni Lourenço Júnior, a iniciativa da OAB em fomentar a busca de novas soluções para a área jurídica e para a advocacia serve de estímulo para que outras áreas também busquem a inovação e a tecnologia como solução para muitos entraves.

 O Global Legal Hackathon 2019 é uma iniciativa internacional que busca engajar faculdades, escritórios, empreendedores, empresas de tecnologia, governos, prestadores de serviços e outros atores que trabalham no desenvolvimento rápido de soluções inovadoras que impactem positivamente o ecossistema da Justiça.

A programação reúne palestras e uma maratona global de desenvolvimento de 54 horas. São mais de 60 cidades-sedes ao redor do mundo se organizando para receber o evento simultaneamente. No Brasil, a programação ocorre em Manaus, Balneário Camboriú, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Jaraguá do Sul (SC), Manaus (AM), Porto Alegre (RS) e Recife (PE). Essa é a primeira que Manaus participa do evento.

O presidente da Comissão de Direito Digital, Startup e Inovação da OAB-AM, Aldo Evangelista, explica que o objetivo da iniciativa “é encontrar projetos inovadores que venham democratizar o acesso ao sistema judiciário, aproximando os cidadãos de seus direitos de forma mais ágil e rápida, além de promover a conexão do ecossistema do judiciário amazonense na vanguarda da inovação jurídica e tecnologias digitais”.

A maratona que seguiu até domingo, dia 24, com profissionais das áreas de: Direito, Tecnologia, Design, Publicidade, Empreendedorismo e demais entusiastas no tema.