Sete menores conviviam com a mãe usuária de drogas, ficavam por dias sem alimentação, muito menos tomavam banho, no bairro da União, no município de Parintins. A história dramática de cinco crianças e duas adolescentes foi denunciada ao Conselho Tutelar, que resultou em uma ação conjunta, no domingo, (03/02), comandada pela 3ª Vara da Comarca de Parintins, responsável pelo Plantão Judicial no Fórum de Justiça, nesse fim de semana.

A força-tarefa teve como finalidade resgatar os sete menores que estavam em situação extrema de vulnerabilidade social e foram conduzidos ao Abrigo Vovó Conceição. De acordo com a denúncia, o fato mais agravante se dava quando a mãe fazia uso de drogas na frente dos filhos, na própria residência no bairro União, com a participação de terceiros, e duas adolescentes, uma de 12 anos e outra de 14 anos, sofriam abuso sexual por parte do padastro das crianças.

Outra acusação grave contra o padrasto é de que ele abusava sexualmente de uma das crianças, de seis anos de idade. O coordenador da ação conjunta, João Vinícius, diretor da 3ª Vara de Parintins e Juízo Plantonista, afirmou que a mãe, por encontrar com a saúde debilitada, sem ficar em pé, precisou ser encaminhada de ambulância ao hospital.

A força-tarefa contou com o apoio do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), do Comissariado da Infância e da Juventude, do Conselho Tutelar, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação (Semasth), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e da Polícia Militar.