Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ontem (18), representantes do Ministério da Educação (MEC) fizeram uma série de visitas e avaliações que vão determinar ou não a implantação do curso de Medicina em Parintins. O curso faz parte do programa federal Mais Médicos e, se for instalado na cidade, será de responsabilidade de uma instituição de ensino superior privada.

Na companhia do prefeito Bi Garcia e equipe da Secretaria Municipal de Saúde, os técnicos do ministério foram a Maués, Boa Vista do Ramos e Barreirinha para conhecer a estrutura de saúde dos municípios que compõem a região do Baixo Amazonas, que tem Parintins como cidade polo.

Após a visitação às cidades circunvizinhas, os técnicos do MEC estiveram nos hospitais Jofre Cohen e Padre Colombo para avaliar se as estruturas físicas e funcionais das unidades de saúde estão aptas a receber as atividades do curso de Medicina. A avaliação foi acompanhada pelo prefeito Bi Garcia, secretário de Saúde, Clerton Florêncio, sub-secretária Daizes Pimentel, presidente da Câmara, Maildson Fonseca, e os vereadores Renei Mocambo e Tião Teixeira.

De acordo com o prefeito Bi Garcia, a visita dos técnicos é fruto de um trabalho executado desde os seus primeiros mandatos como prefeito de Parintins. “É uma oportunidade que Parintins está tendo de receber a implantação do curso de Medicina. Isso é importante porque a cidade cada vez mais se torna o maior polo universitário do interior do Amazonas”, avalia.

Bi Garcia também enfatiza que está trabalhando junto à Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para a instalação do curso de forma pública no município. O prefeito revela que as tratativas junto à reitoria da universidade estão bem avançadas. “Desde 2010 nós estamos trabalhando para essa conquista e a Ufam já tem a autorização para realização de vestibular no interior do Amazonas. Já realizou vestibular para 24 vagas na cidade de Coari. Mas na verdade o ministério autorizou 88 vagas. Há possibilidades muito grandes para conquistarmos o curso de Medicina também para Parintins através de universidade pública”, finaliza o prefeito. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •