Meghan Markle revelou a gravidez há poucas semanas, mas já começou a planejar diversos detalhes do parto de seu primeiro filho com o príncipe Harry. De acordo com o site “Radar Online”, aliás, um deles tem gerado controvérsias dentro do palácio: isso porque a americana planeja um hipnoparto, isto é, parto que tem a auto-hipnose como ferramenta para administrar as contrações e dores. “Meghan sempre se importou em ter um estilo de vida supersaudável. Ela está determinada a tornar o parto o mais natural possível”, explicou uma fonte próxima à família real para a publicação.

‘Está convencida’, afirma informante sobre duquesa

De acordo com a pessoa, cuja identidade foi preservada, a preocupação dos demais integrantes da realeza é voltada à saúde da mulher de Harry. “Se algo desse errado, eles iriam querer que Meghan fosse cercada pelos melhores médicos e toda a ideia de hipnose não se relaciona com isso”, disse sobre a americana, cujo chá de bebê estaria sendo planejado por Kate Middleton: “Ela está convencida de que este é o plano de parto que ela seguirá, mas ela pode ter uma briga em suas mãos… Então, Meghan vai se deparar com alguma resistência a essa ideia”.

Presença da mãe também é desejo

Outra questão envolvendo a chegada do primeiro herdeiro é a presença de Doria Regland – mãe da ex-atriz convidada pela Rainha Elizabeth II para passar o Natal com a realeza – após o nascimento do bebê. “Ela realmente quer a mãe dela por perto, como qualquer mulher que tenha seu primeiro bebê, mas a realeza não é uma família normal e eles tendem a impedir que pessoas de fora morem em qualquer um dos palácios ou tenham um papel muito grande no dia-a-dia, na vida cotidiana, de um príncipe e princesa”, acrescentou o informante. Ainda segundo a fonte, quem estaria mais dividido com a situação é Príncipe Harry. “Ela está colocando Harry em uma situação embaraçosa porque ele quer fazer o que é certo para Meghan, mas ele também sabe que não é assim que as coisas são feitas na casa real”, afirmou sobre o herdeiro do trono britânico, que criou um apelido inusitado para o bebê ainda na barriga. (MSN)