Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-governador José Melo e a mulher dele, Edilene Oliveira, deixaram o presídio na tarde desta sexta-feira, 27, após pagamento de R$ 31,6 mil em espécie e entregarem uma casa, de propriedade da ex-primeira dama, avaliada em R$ 350 mil como fiança.

O ex-governador e Edilene serão monitorados pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) através das tornozeleiras eletrônicas, eles ainda deverão de comparecer em juízo periodicamente e entregar seus respectivos passaportes à Polícia Federal e uma série de restrições relacionadas à circulação.

José e Edilene depois de deixaram a cadeia foram direto para a residência deles, localizada no Parque das Laranjeiras, na Zona Centro-Sul de Manaus. Caso eles resolvam ir para o sítio deles, localizado no município de Rio Preto da Eva, precisarão pedir autorização da Justiça Federal.

Entenda o caso

No dia 22 de dezembro do ano passado, o ex-governador José Melo foi preso e conduzido  para o Centro de Detenção Provisória 2 (CDPM 2), localizado no Km 8 da rodovia BR-174 (Manaus – Boa Vista).

Preso pela Polícia Federal José Melo possui uma mansão avaliada em R$ 7 milhões, fez “vultosas” reformas em um sítio de sua propriedade e teve apreendidos quase R$ 400 mil em espécie. O patrimônio é considerado, pelos investigadores, como incompatível com o salário de R$ 30 mil que ele recebia enquanto estava no governo.

No dia 4 de jan de 2018, após ganhar prisão domiciliar, José Melo e  Edilene Gomes Oliveira voltar a ser presos e levados para os Centros de Detenção Provisória (CDPs).

O casal é investigado na Operação ‘Maus Caminhos’, da Polícia Federal, que apurou o desvio de verbas da Saúde do Amazonas.

 A prisão de José Melo ocorreu durante a execução da operação Estado de Emergência, um desdobramento da operação Maus Caminhos, que apura desvios de mais de R$ 110 milhões em verbas da Saúde, no esquema orquestrado pelo médico Mouhamad Moustafa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •