Mentira: Shampoo sem sal não existe e seu efeito é exatamente igual ao shampoo comum, diz pesquisa - Fato Amazônico




Mentira: Shampoo sem sal não existe e seu efeito é exatamente igual ao shampoo comum, diz pesquisa

Nos últimos anos, uma moda pegou “forte” entre os cabeleireiros: usar shampoo sem sal.

A tendência foi reforçada com bastante insistência por praticamente todas as revistas especializadas em beleza e a prática ganhou o ‘boca-a-boca’.

O costume de ir ao supermercado e verificar, primeiramente, se o shampoo é sem sal, tornou-se um hábito entre os consumidores brasileiros, mas um estudo afirma que isso é uma “bobagem” que não tem fundamento algum.

O estudo foi conduzido por cientistas da Universidade Federal de São Paulo e pela Universidade de São Paulo. Os testes foram realizados com voluntários em um laboratório. O estudo foi publicado na revistaCosmetics & Toiletries.

A principal autora da pesquisa, a farmacêutica Vânia Rodrigues Leite e Silva afirmou que os resultados já eram esperados e não foi nenhuma surpresa: “O sal é uma matéria-prima muito usada para deixar o shampoo mais viscoso. É um componente solúvel em água que é eliminado na lavagem”.

O teste avaliou amostras de cabelos alisados, tingidos e naturais. Os parâmetros de penteabilidade foram medidos com equipamentos especiais.

Em geral, a concentração de sal em um shampoo não ultrapassa 1%, mas os pesquisadores adicionaram mais de 7% nas formulações para reforçar o suposto “poder” em estragar o cabelo. O resultado? Tanto o shampoo com sal em excesso quanto o sem adição de sal tiveram exatamente o mesmo efeito em brilho, maciez, volume e penteabilidade.

Segundo a farmacêutica: “Existe a ideia de que cabelos tratados quimicamente precisam de shampoo sem sal. Não é verdade”.

Aparentemente, o mito do sal danificar o cabelo começou com as mulheres que frequentavam às praias e sentiam os cabelos duros após um mergulho, mas segundo o cosmetólogo Maurício Pupo: “Quando as pessoas vão à praia, ficam com o cabelo ruim, mas não é por causa do sal. A água do mar tem restos de substâncias orgânicas e inorgânicas”.

Além disso, fatores como o sol, a areia e o vento contribuem para este efeito. Pupo ainda salientou que a indústria de cosméticos usou esses argumentos em suas propagandas e a fama se espalhou.

As pessoas se enganam pensando que um shampoo sem sal é livre de sódio. Todo shampoo (do mais caro ao mais barato) possui derivados de sais. Geralmente, quase todos possuem lauril sulfato de sódio. Ao ser dissolvido, o sódio se dissocia e fica presente na formulação, do mesmo modo que faria o tão assustador sal que as mulheres preferem evitar.

Em resumo, os consumidores estão levando gato por lebre ao acreditarem em um benefício que só existe na fantasia

Fonte: O Documento e R7.