Mentor do assalto ao Banco do Brasil é preso por policiais da Roubos e Furtos - Fato Amazônico

Mentor do assalto ao Banco do Brasil é preso por policiais da Roubos e Furtos

O comerciante Antônio Pereira Oliveira Filho, 52, o “Tuca”, e o filho de criação, Ivo Cristiano Pereira Oliveira, 28, foram presos por policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), acusados de participarem do assalto a Agência do Banco do Brasil, na última segunda-feira (16).

Os suspeitos foram presos na Pizzaria Pazão, localizada na avenida Joaquim Nabuco, no Centro, que pertence a "Tuca". Com Antônio e Ivo, os policiais apreenderam cerca de R$ 50 mil e dois automóveis utilizados na fuga da quadrilha, um Corsa Classic, cor preta, de placa NXD-2481, e um Voyage, cor preta, de placa NRH-3839.

O delegado Orlando Amaral, informou que os dois foram identificados após início das investigações. Após o crime, as motocicletas e capacetes utilizados no assalto foram encontrados abandonados.

Amara, disse que o pai foi o mentor do assalto e quem escolheu a agência que seria assaltada. Ele optou por um local em reforma por ser "mais vulnerável". O filho de criação foi responsável em dar fuga ao bando.

Os outros quatro homes que assaltaram a agência bancária, que seriam de Belém do Pará, já foram identificados, mas continuam foragidos. As armas dos seguranças, tomadas na ação, ainda não foram localizadas.

Assalto

Seis homens amados assaltaram na tarde de segunda-feira (16) a agência do Banco do Brasil localizada na rua Miranda Leão, Centro de Manaus, por volta das 14h.

De acordo com informações da polícia o bando entrou na agência armado e de cara limpa. Eles renderam os três seguranças, tomaram os revólveres calibre 38 e em seguida rederam os 15 funcionários e os quase dez clientes que estavam no banco.