As chuvas de inverno já começaram, mesmo assim, as obras da Prefeitura de Manaus continuam em ritmo intenso por toda a cidade. Na zona Centro-Oeste, no bairro Dom Pedro, um quadrilátero de 45 ruas está recebendo ações de melhorias viárias, com recapeamento, tapa-buracos, sarjetas, meios-fios, limpeza pública e poda de árvores. Desse total, 12 ruas estão programadas para receber nova massa asfáltica, como está ocorrendo no trecho de 1,3 quilômetro que começa na rua Bartolomeu Bueno e segue pela rua Dom Pedro, paralela à avenida Pedro Teixeira. 

Na manhã desta quinta-feira, 6/12, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, acompanhou a evolução dessas obras, que estão sendo realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). “A questão do inverno, para nós, é simples: não chove o tempo todo. Então, trabalhamos e procuramos fazer os serviços cumprindo um dever estratégico, que é não recuar durante o inverno e no grande salto que se deu no verão. Com isso, a gente faz Manaus ir para frente”, afirmou o prefeito Arthur Neto.

O serviço começou pela fresagem – raspagem do asfalto antigo – e preparação para a nova massa asfáltica de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). Somente nesse trecho, aproximadamente, três mil toneladas de asfalto estão sendo aplicados, com espessura de sete centímetros. Os trabalhos têm o prazo estimado de 15 dias de duração.

“Aqui, nós temos mais de um quilômetro de asfalto já perfeitamente pronto, corrigimos a sarjeta, desentupimos bueiros e, nesse trecho da rua Dom Pedro, estamos na fase final para entregar essa obra, se Deus quiser, até o final do dia”, disse o prefeito.

Segundo o secretário da Seminf, Kelton Aguiar, os serviços na área foram acompanhados por toda a equipe de obras, para garantir segurança e trafegabilidade. “Por ser uma área de acesso ao hospital, temos que garantir a qualidade da via e segurança às pessoas”, destacou.

Para orientação dos motoristas, toda a área foi sinalizada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), a fim de não atrapalhar o fluxo de veículos nos trechos.

Tecnologia

A obra está utilizando Densímetro, um equipamento importado que mede a temperatura, grau de compactação e densidade da massa. Essa tecnologia realiza uma avaliação para garantir que o asfalto tenha os requisitos de impermeabilidade, flexibilidade, durabilidade e resistência à derrapagem, de acordo com o tráfego previsto para o local.