Circula pela internet um vídeo em que um homem com a bandeira do Brasil sobre os ombros questiona, em um supermercado, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, sobre as investigações do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) Fabrício Queiroz. Enquanto é questionado, Moro aparece ao fundo na gravação, pagando a conta em outro caixa

veja o vídeo abaixo:

“Por que o Queiroz não é pauta? A roubalheira do PT é pauta, mas a do PSL, do Queiroz não é pauta do governo? Ele [Moro] não pode falar sobre isso? Aí você quer me censurar por isso também?”, questiona o manifestante. Ele também indagou Moro sobre a divulgação da conversa telefônica entre os ex-presidentes Lula e Dilma, quando ela nomeou seu antecessor como ministro da Casa Civil.

Um segurança de Moro pergunta ao autor do vídeo por que ele está gravando. “Estou gravando porque tenho um celular, estou em um ambiente público”, respondeu. O manifestante também criticou Moro por ter recebido auxílio-moradia mesmo tendo imóvel próprio em Curitiba quando era juiz. Uma voz feminina cobra providências em relação à onda de violência no Ceará, o que mostra que o vídeo é recente.

(congresso em foco)