Morte do policial Edson Cota, continua sem esclarecimentos - Fato Amazônico




Morte do policial Edson Cota, continua sem esclarecimentos

As investigações que apuram a morte do policial civil, Edson Cota Wilot, 45, morto com um tiro no tórax no dia 21 de outubro deste ano, ainda não foram concluídas, e para chegar de onde saiu o tiro que matou o investigador da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações, o delegado Emerson Negreiros, do Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), solicitou mais 30 dias para concluir o inquérito.

Já se passaram 30 dias, mas até o momento nada foi esclarecido a respeito da morte do policial que foi vítima de um fogo amigo uma perseguição policial a um grupo suspeito de aplicar o golpe conhecido como “saidinha de banco” na capital.

De acordo com a assessoria de comunicação, para elucidar o caso, diversos exames periciais têm sido realizado, os quais há necessidade de estudo técnico aprofundado.