Motorista que causou acidente em procissão não tinha autorização para dirigir caminhões - Fato Amazônico

Motorista que causou acidente em procissão não tinha autorização para dirigir caminhões

O motorista Orlerino Siqueira Silva, 49, que dirigia o caminhão de som de marca Mercedes-Benz, de cor azul e placas JWH 4534, ontem à tarde que resultou na morte de três mulheres e deixou ferido ainda outras oito pessoas não tinha autorização para dirigir caminhões.

Orlerino, perdeu a direção do veículo quando desceu uma pequena ladeira rua Francisco Orellana, nas proximidades da Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon) bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, durante uma procissão de uma Igreja Católica, daquele bairro, que vitimou três mulheres, e feriu outras oito pessoas, foi preso e autuado em flagrante no 10º Distrito Integrado de Polícia.

De acordo com o delegado Rafael Cordeiro, o motorista possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria “B”, mas ele não tinha autorização para dirigir caminhões.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) foram ao local do acidente e realizaram a perícia técnica no lugar. O caminhão foi removido para o pátio do IC onde serão realizados os procedimentos do veículo.

Orlerino foi autuado em flagrante por homicídio culposo no trânsito, por não ser um crime afiançável, após os procedimentos cabíveis foi encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

O acidente resultou na morte de Cleide Bastos Antela, 63 e Tânia Maria Magalhães Gomes, 52, morreram no local, a terceira vítima, Luiza Maria dos Santos Cruz, 80, morreu a caminho do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro Alvorada 1.