Na abertura da FIAM 2013, governador Omar Aziz afirma que modelo Zona Franca está consolidado e sua prorrogação é certa - Fato Amazônico

Na abertura da FIAM 2013, governador Omar Aziz afirma que modelo Zona Franca está consolidado e sua prorrogação é certa

O governador Omar Aziz, afirmou nesta quarta-feira, 27 de novembro, durante a solenidade de abertura da 7ª Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2013), que a presença de mais de 300 estandes, inclusive com expositores de outros países, mostra a potencialidade econômica do Polo Industrial de Manaus, que o modelo Zona Franca é vencedor e tem que ser prorrogado. Ele afirmou ainda ter a convicção de que numa escala de 0 a 10, a possibilidade de prorrogação é de 11.

“Confio na palavra da presidenta Dilma Rousseff. Da última vez que estivemos juntos, ela me disse: ‘Eu não serei desmoralizada, tenho um compromisso com o povo do Amazonas de que a Zona Franca será prorrogada por mais 50 anos", lembrou o governador. Omar Aziz participou da abertura da FIAM 2013 ao lado de autoridades, como o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto; o vice-governador do Amazonas, José Melo; o superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira; e o secretário executivo do Ministério Indústria e Comércio Exterior, Ricardo Shaeffer. O evento, que acontece no Studio 5 Centro de Convenções, na avenida Rodrigo Otávio, 3.555, Distrito Industrial, zona sul, vai até o dia 30 de novembro.

Aos participantes do evento de abertura, ele ressaltou que a certeza da prorrogação da zona franca, se dá também pelo polo industrial estar consolidado e ser bastante competitivo, principalmente na área de informática e de eletroeletrônicos, resultado das condições criadas pelo Governo do Estado para atrair as indústrias. “Somos os maiores produtores de celulares do Brasil. Há três anos este segmento estava praticamente parado”, disse, ao ressaltar que, não vai medir esforços na luta pela preservação dos incentivos fiscais e das vantagens comparativas garantidas constitucionalmente à Zona Franca, inclusive recorrendo ao Supremo Tribunal Federal, quando as vantagens forem ameaçadas.

O Governo do Amazonas tem presença expressiva na feira, com um estande exclusivo e a participação de diversos órgãos, além de uma diversificada programação. O Estadodo Amazonas, anfitrião do evento promovido pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), tem como eixo de apresentação na FIAM os avanços em tecnologia e inovação, os projetos de promoção do desenvolvimento, além das perspectivas de negócios na área naval, de mineração e logística e os projetos de Parcerias Público-Privada (PPP).

Sob a coordenação da Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (SEPLAN), o estande do Estado está dividido em seis eixos estratégicos para a administração estadual: o de Infraestrutura, com as principais obras; Setor Produtivo, que envolve os órgãos do setor primário e terá como principal evento o lançamento do Atlas do Setor Primário do Amazonas; o de Educação, envolvendo os principais programas e projetos do Governo na área; o de Segurança, que tem como carro-chefe o programa Ronda no Bairro; o Espaço Copa 2014 e o Eixo da Saúde, onde se poderá observar projetos como o Hospital da Zona Norte, primeiro modelo de parceria público-privada do Estado, que está em execução.

O Estado também participará com uma rodada de palestras e seminários que começa nesta quinta-feira, dia 28, à noite, com o seminário de Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável, contando com a participação de empresas e especialistas da Universidade do Novo México, previsto para acontecer na sala de palestras. Neste seminário serão abordadas as pesquisas que vêm sendo desenvolvidas para atender as necessidades da população em relação à agua potável, aproveitamento de energia sustentável, preservação ambiental e monitoramento.

Está confirmada a presença do presidente da Acqua Access, Rondey Herrington, empresa que detém sistema inovador de geração de cloro. Também estará na 7ª FIAM o professor emérito de administração e presidente do Departamento de Desenvolvimento Econômico da Universidade do Novo México, Suleiman Kassichienh.

O secretário estadual de Planejamento, Airton Claudino, tratará sobre a “Importância da Indústria Sustentável para a Região”. O secretário estadual de Mineração, Daniel Naval, abordará o tema “Água para a sustentabilidade do planeta”.

Espaço Copa – O estande da Copa do Mundo estará na entrada do espaço do Governo do Amazonas na FIAM e fará com que o visitante se sinta dentro do estádio, através da adesivagem das paredes e de um gramado sintético. No local também haverá informações sobre a Copa no Estado, programa Brasil Voluntário e inscrições para visitação à Arena nos dias 29 e 30 de novembro. Participam do estande da Copa, além da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP Copa), a Empresa Estadual de Tursimo (AMAZONASTUR) e as Secretarias de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (SEJEL) e da Educação (SEDUC).

Durante o evento haverá inscrições para as últimas visitações públicas à construção da Arena da Amazônia, que está prevista para ser entregue em 20 de dezembro. A FIAM, encerra uma semana antes do Sorteio da Copa do Mundo, que acontece na Costa do Sauipe, na Bahia, e será transmitido ao vivo pela TV.

Seminários – A jornada de seminários do estande do Amazonas começa no dia 28, às 17h, com o tema “A AFEAM e o Desenvolvimento do Interior do Amazonas” por Pedro Fallabela, presidente da instituição. A secretária estadual de Desenvolvimento Sustentável, Kamila Amaral, falará sobre a Gestão Ambiental. Às 19h, o secretário executivo adjunto de Planejamento, Ronney César Peixoto, abordará o tema “Complexo Naval, Mineral e de Logística do Amazonas”.

No dia 29, às 16h, será lançado o Atlas do Setor Primário do Amazonas, um levantamento detalhado com informações atualizadas de 2012 sobre agricultura, pecuária, pesca e extrativa vegetal, que inclui informações anexas sobre o setor mineral destacando os 75 minérios com maior potencialidade econômica do Estado.

Logo depois, às 17h, haverá o Encontro com Atletas de Alto Rendimento no estande da Copa 2014. Às 18h, está previsto o seminário “Programa Brasil Voluntário”, com a gestora da Câmara Social da Unidade Gestora da Copa, Ozeneida Casanova. “O Planejamento Estratégico do Amazonas 2012-2030“ será abordado pelo coordenador do programa, Luiz Almir Fonseca.

No sábado, dia 30, às 16h, a Arena da Amazonas será o tema da palestra de Jorge Grajeda, engenheiro responsável pela obra. Às 17h, o tema a ser abordado é a Educação Tecnológica do Amazonas. As Parcerias Público-Privada serão abordadas na palestra marcada para as 18h. O Fórum Permanente de Desenvolvimento Regional será tema da palestra que acontece às 19h. Às 20h, acontece a palestra Cooperação Descentralizada Internacional, Desenvolvimento e Integração.

Apresentação de obras na capital e interior – As principais obras do Governo do Amazonas em andamento na capital e no interior serão apresentadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) na 7ª Fiam. A secretária de Estado de Infraestrutura, Waldívia Alencar, explica que a apresentação das obras será realizada por meio de exposições de banners com fotos e de apresentações em PowerPoint e de DVDs.

“Nós vamos apresentar algumas das nossas obras em andamento, como a duplicação da AM-070, a Avenida das Flores, os Anéis Viários Sul e Leste, a revitalização do sistema viário do Distrito Industrial e a Cidade Universitária, entre outros”, exemplifica Waldívia Alencar.

Artesãos – Cerca de 20 artesãos amazonenses participarão da 7ª Fiam. Eles fazem parte do Programa do Artesanato Amazonense, que é administrado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho (SETRAB). Eles irão expor produtos indígenas e regionais confeccionados com sementes, couro de peixe e do reaproveitamento de madeira certificada da região, usando formas que retratam a fauna e a flora amazônica.

A SETRAB buscou selecionar artesãos que já possuem a Carteira Nacional do Artesão, instrumento que tem como principal vantagem o acesso à Nota Fiscal Avulsa de Emissão Eletrônica (e-NFA). Desta forma, o artesão pode vender legalmente seu produto em grande quantidade, participar de feiras e eventos locais, nacionais e internacionais, assim como também ter a profissão de artesão reconhecida.