Na luta pela posse da prefeitura de Codajás candidato do PT volta a perder mais uma na Justiça Eleitoral - Fato Amazônico

Na luta pela posse da prefeitura de Codajás candidato do PT volta a perder mais uma na Justiça Eleitoral

O segundo colocado nas eleições em Codajás (a 240 quilômetros de Manaus) Joel Gomes de Oliveira (PT), que obteve 4.206 votos, correspondentes a 39,18%, continua tentando voltar assumir a prefeitura onde esteve ano passado até dezembro do ano passado, continua lutando para derrubar o prefeito Abraham Lincoln (PSD) que venceu as eleições com 4.799 votos (44,70%), ma sem sucesso.

Desta vez, Joel Gomes, impetrou mandado de segurança no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, com pedido de liminar, contra a decisão do jurista Délcio Luis Santos, que deu efeito suspensivo ao Recurso Eleitoral, mas o desembargador Aristóteles Thury, não concedeu a liminar, afirmando que só se manifesta depois de ouvir o juiz.


Abraham Lincoln voltou a frente da Prefeitura de Codajás, em dezembro do ano passado

No seu pedido Joel, solicita ainda que comunicado ao juiz da 7ª Zona Eleitoral para que revogue a ordem anteriormente emanada que reconduziu Abraham Lincoln a prefeitura de Codajás, com a consequente determinação de empossamento imediato dele.

No mês passado, Joel Gomes, teve outra derrota, desta vez no TSE onde o ministro Dias Toffoli, decidiu pela formação de autos suplementares e sua remessa seja encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas para um novo julgamento da ação que lhe tirou do cargo.