Naufrágio perto da Líbia mata mais de 30 imigrantes - Fato Amazônico


Naufrágio perto da Líbia mata mais de 30 imigrantes

Agência Brasil – Mais de 30 pessoas foram encontradas mortas após o naufrágio de duas embarcações precárias diante do litoral da Líbia, informou ontem (25) a Guarda Costeira líbia.

Segundo a fonte, cerca de 200 imigrantes também foram resgatados diante das praias da cidade de Garabuli, situada a 60 quilômetros ao leste de Trípoli.

“Quando chegamos ao local, encontramos duas embarcações, em uma delas havia 60 pessoas amontoadas em um lado do barco e 31 corpos flutuando na água”, explicou o coronel Abu Abdel Barri.

“Na outra encontramos 140 pessoas, a maioria procedente de países da África Subsaariana. Os que foram resgatados foram levados a um porto onde foi prestada ajuda de emergência”, acrescentou. As informações são da agência de notícias EFE.

Horas antes, o porta-voz da Marinha líbia, coronel Ayub Kasem, tinha informado sobre o resgate nos dois últimos dias de 326 pessoas que viajavam a bordo de vários botes com a intenção de alcançar o litoral da Europa.

De acordo com Kasem, os botes foram detectados entre quinta-feira e sexta-feira a cerca de 20 de milhas das praias de Al Hamza e Bulali, localidades situadas ao oeste de Trípoli.

“As embarcações foram detectadas de madrugada e nelas navegavam imigrantes procedentes de países da África Subsaariana”, acrescentou.

“Os imigrantes foram transferidos a um porto onde receberam os primeiros socorros. Depois foram levados ao centro de amparo de imigrantes em Victoria. Entre eles, havia 63 mulheres e 61 menores”, detalhou.

As praias que se estendem entre Trípoli e a fronteira com Túnis se transformaram nos últimos dois anos em reduto das máfias que traficam seres humanos, apesar da presença de patrulhas.

Segundo dados desta Organização Internacional das Migrações (OIM), mais de 161 mil imigrantes irregulares conseguiram atravessar para a Europa neste ano, enquanto cerca de 3 mil desapareceram no mar.