Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segundo o Ministério da Saúde, a hipertensão arterial atinge 25% da população adulta brasileira. Por ano a doença é responsável por 300 mil mortes, por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. A partir dos 65 anos, a mesma condição é observada em 59,7% dos brasileiros. Atualmente 30 milhões de pessoas sofrem de hipertensão no Brasil. Só em Manaus, o número de já ultrapassa 159 mil, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em 2016.

“O excesso de peso, a ingestão excessiva de sódio, o sedentarismo, o estresse emocional e a ingestão excessiva de álcool são fatores associados a maior ocorrência de hipertensão arterial. A hipertensão é praticamente uma doença assintomática. Não dá dor de cabeça, tontura, mal-estar, vertigem, por isso a importância da prevenção”, explica a cardiologista Cristina Ballut, médica cardiologista da Unimed Manaus. A médica também explica que, para quem tem pais com pressão elevada, às chances de desenvolver o problema são bem maiores.

Por isso, o dia 26 de abril é marcado como Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão. A data promovida pela Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) tem como objetivo mostrar a importância de medir a pressão arterial regularmente e incentivar hábitos de vida saudáveis à população.

A hipertensão, também conhecida como pressão alta, ocorre quando a pressão do sangue, causada pela força de contração do coração nas paredes das artérias para impulsionar o sangue para todo o corpo, se eleva o que sobrecarrega órgãos, como coração, rins e cérebro. De acordo a cardiologista Cristina Ballut, ter uma pressão abaixo de 12/8 é normal, enquanto ter valores iguais ou superiores a 14/9 são considerados casos de hipertensão.

A importância da prevenção                                                    

O controle da pressão arterial em pacientes com Hipertensão é, muitas vezes, um grande desafio. Por isso, o Programa Viver bem que alinha medicina preventiva como medida para aumentar a qualidade de vida oferece o Uni Coração, que conta com atendimento individual e coletivo o que envolve acompanhamento com equipe multidisciplinar destinado a portadores de hipertensão arterial. 

Conhecer a doença e as modificações de estilo de vida é o primeiro passo para o controle em longo prazo. Por isso, durante o programa são realizados coletivos com médico, cardiologista, nutricionista e psicólogo, respectivamente, explica a cardiologista.

Mudanças no estilo de vida são mais do que recomendadas na prevenção primária da Hipertensão Arterial Sistemática (HAS). Hábitos saudáveis de vida devem ser adotados desde a infância e adolescência. A Unimed Manaus também conta com o programa Uni Fit voltado ao atendimento de pessoas com obesidade. Através de atendimento individual por médicos, enfermeiros e nutricionistas e atendimento coletivo por enfermagem, psicólogos e educadores físicos.

“Quem tem hipertensão pode levar uma vida praticamente normal, desde que seja saudável. Mas são necessárias algumas medidas, como comer com pouco sal, se a pessoa for obesa tem que emagrecer ou não vai controlar a pressão. Fazer atividades físicas, beber moderadamente, pode comer de tudo, porém de forma moderada. E dar preferência aos alimentos que tenham potássio. Mas ela deve medir a pressão ao menos uma vez por semana, preferencialmente de manhã”, completa a cardiologista.

A prevenção, o controle e o tratamento da hipertensão arterial são essenciais para a saúde cardiovascular.

Para maiores informações ligue (92) 3212–2040 / 2101 ou envie um e–mail para [email protected]

Sobre a Unimed – Criada em 1967, a Unimed possui hoje 322 cooperativas atuando em todo o Brasil e ocupa o 21º lugar entre as marcas mais valiosas do país. A empresa está presente em 4.623 municípios, 84% do território nacional. Conta com 114 mil médicos cooperados e atende a 73 mil empresas. Conta, em sua estrutura, com 114 hospitais próprios, 14 hospitais dia, 2.883 hospitais credenciados, 208 pronto atendimentos, 118 centros de diagnóstico, 103 farmácias e 94 laboratórios. Dispõe de 8.486 leitos.

Sobre a Unimed Manaus – Com 38 anos de atuação, uma equipe médica composta por mais de 850 médicos cooperados e a mais completa rede hospitalar com 6 unidades, sendo 3 hospitais próprios, 90 clínicas, 11 laboratórios, Centro de Oncologia, 2 Centros de Diagnóstico e Imagem, Unidade Coronariana com equipe 24 horas, Unidade Neonatal, UTI Pediátrica e Adulto, Pronto Socorro Adulto e Infantil, e 800 consultórios que atendem diversas especialidades.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •