Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segue de pé o tabu do Palmeiras no Morumbi e sua agonia para escapar do rebaixamento à segunda divisão. Na fria noite deste domingo, Luis Fabiano ratificou seu afiado poder de decisão em clássicos e ajudou a garantir ao São Paulo vitória por 2 a 0, com um belo gol, o seu centésimo pelo clube em Campeonato Brasileiro. O outro foi de Rafael Toloi.

Se o lado alviverde continua sem vencer o rival em seu domínio desde 2002 e vê a folga para a faixa de descenso cair de cinco para três pontos (39 contra 36), restando agora quatro rodadas, o time capitaneado pelo goleiro Rogério Ceni – que fez neste domingo seu centésimo e possivelmente último clássico no Morumbi – ao menos sustenta em quatro pontos a distância para o líder Cruzeiro, que tem um jogo a menos.

Os dois times voltam a campo no meio de semana, mas por interesses distintos. O São Paulo joga na quarta-feira em Medellín, contra o Atlético Nacional, pela primeira final da Copa Sul-americana. No mesmo dia, o Palmeiras estreia o Allianz Parque, seu reformado e rebatizado estádio, diante do Sport, em compromisso agora ainda mais importante pela competição nacional, na qual não venceu nenhum dos seis clássicos que disputou.

Na abertura da nova arena, o técnico Dorival Júnior já deverá ter Valdivia, meia que fez muita falta neste domingo por estar a serviço da seleção chilena. Enquanto o São Paulo dispunha de seu camisa 10 (Paulo Henrique Ganso) e do sistema ofensivo completo – com Alexandre Pato no banco, inclusive -, o Palmeiras foi para o jogo com Felipe Menezes responsável pela armação.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •