Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares

Instituições de todo país realizaram sexta-feira (18/05), atos públicos em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. No Amazonas, as atividades foram concentradas na Praça do Congresso, no bairro Centro, zona sul da capital. Com programação musical e teatral, além de muita informação, o objetivo do ato foi alertar e sensibilizar a população quanto ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

A delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), reforçou a importância de denúncias quando se trata desse tipo de crime. “A nossa missão é fazer Justiça. A Depca, além de ser uma delegacia com atividade essencialmente de Polícia Judiciária, também tem a parte de proteção, por isso a importância da participação em atos como esse que visam a informação da população em geral. Isso aumenta o número de denúncias e, consequentemente, o número de ações penais”, disse a autoridade policial.

Um dia antes do ato, na quinta-feira (17/05), a delegada coordenou no Estado, a operação “Luz na Infância 2”, que resultou em seis prisões em flagrante e na apreensão de equipamentos de informática com imagens e vídeos de pornografia infanto-juvenil. “Participamos com muito orgulho dessa operação em combate a pedofilia. Esses infratores armazenavam mídias de crianças e adolescentes, infringindo normas contidas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), cujo o objetivo principal é a proteção integral de crianças e adolescentes”, comentou Joyce.

Realização – O ato foi realizado pelo Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes (Cevsca/AM), com apoio das secretarias de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc); da Assistência Social (Seas) de Cultura (SEC); de Comunicação (Secom); dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped), de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

O Ministério Público do Trabalho (MPT), Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (FEDCA), Conselho Tutelar, Conselho Estadual da Assistência Social (CEAS), além das organizações da sociedade civil, movimentos sociais e rede de proteção ligados aos direitos da criança e do adolescente, também participaram do ato.


Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares