Em mais uma ação no interior do Estado, a Agência de Fomento do Governo do Amazonas (Afeam), recebeu aproximadamente 200 propostas de empreendedores de comunidades rurais de Parintins, no Baixo Amazonas, interessados em microcrédito. Considerando o valor médio de R$ 3 mil por financiamento, o investimento será de cerca de R$ 600 mil.

O recurso é utilizado pelos empreendedores para a manutenção e a ampliação de atividades em geral. Nas comunidades parintinenses Aninga, Caburi, Vila Amazônia, Zé Açu e Mocambo, visitadas pelos técnicos da Afeam e os parceiros Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e  Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), órgão de assistência técnica da Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), a maior demanda foi de comerciantes e prestadores de serviços.

Pelo planejamento da Agência de Fomento, os projetos aprovados terão financiamento liberado na próxima semana, na conta corrente indicada pelo cliente. Pela linha Microcrédito Afeam, os prazos de pagamento são facilitados, incluindo tempo de carência, além de juros subsidiados. As operações são acompanhadas pela Afeam, com supervisão do Banco Central.

Atendimento em todo Estado

No atual governo, a Afeam já realizou mais de 11 mil operações de crédito. No total, foram aplicados cerca de R$ 85 milhões na economia dos 62 municípios, sendo a maioria, R$ 49 milhões, no interior amazonense. A Agência de Fomento do Governo do Amazonas alcança todo o Estado com postos fixos e via ações itinerantes por calha de rio.

Em se tratado de manutenção e/ou geração de ocupações econômicas, o valor beneficiou, diretamente, pelo menos 45 mil pessoas, pouco mais da metade do que emprega as fábricas do polo industrial da Zona Franca de Manaus (86,7 mil trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, segundo dados da Suframa).