Por Neilo Batista

O carnaval de Manaus está ameaçado, as escolas do grupo especial, não conseguem trabalhar em seus barracões por falta de energia.

Por problemas de ordem estrutural e técnico a Manaus Energia Interrompeu a energia na Morada do Samba, os barracões pararam, e os dirigentes tiveram que recorrer à SEC na pessoa do seu Secretário Robério Braga – a responsabilidade estrutural dos barracões é da SEC – O Secretário entendeu o drama das escolas, que além de ter que se adaptar a um novo formato de repasse de verba, a toque de caixa, ainda ter que enfrentar um problema de falta de energia em seus barracões, logo, interviu nas negociações junto a Manaus Energia e para apagar o incêndio, instalou uns geradores para abastecer os barracões, enquanto a concessionária resolvesse a parte técnica.

O que está acontecendo é que a Concessionária ainda não religou a energia e funcionamento via geradores, está acontecendo de forma precária, deixando, assim os barracões desamparados, com os trabalhadores parados com alegorias inacabadas e outras que ainda nem começaram, tudo isso a menos de um mês do carnaval.

O presidente da Reino Unido da Liberdade disse que: “ Não sei mais o que fazer, fomos a primeira escola a se habilitar ao novo formato de repasse de Recursos da SEC, não temos pendências junto ao Ministério Público do Trabalho, temos um enredo maravilhoso, um grande samba, fantasias de primeira linha como é tradição em nossa escola, nossos funcionários preparados para executar o trabalho das alegorias, e, estamos parados por falta de energia, se continuar assim, não teremos carnaval este ano”.