O tenente coronel da Polícia Militar do Amazonas, Wellington Levi, lotado no Comando Geral, é acusado de na noite de domingo bater quatro veículos que estavam estacionados na Rua Fernão Dias Paz, no conjunto Dom Pedro 2, Zona Centro-Oeste de Manaus. O oficial depois de causar o acidente fugiu em sua picape uma S 10, de cor preta e placas não informada.

Wellington, bateu num Celta, vermelho e placas OAE 0083, um Logan, preto e placas NOI 9881, um Megane, prata e placas JXQ 2940 e um Fiesta, de cor preta NOO 8672.

Os proprietários do veículo, que estavam em uma aniversário de criança, saíram em perseguição ao causador do acidente, que de acordo com eles foi interceptado na Avenida Constantinopla, no Ajuricaba.

De acordo com testemunhas, uma viatura do Programa Ronda do Bairro, chegou a interceptar o veículo, mas deixou ao ver que tratava de um oficial da PM, acabou deixando o tenente coronel entrar em sua residência.

O subcomandante da PM, coronel Eliezer Almeida da Silva, disse por telefone ao Fato Amazônico, que o oficial irá arcar com os prejuízos causado no acidente. “Mandamos um oficial a casa do militar e ele pediu que fosse registrado o caso na delegacia, mas que arcaria com os prejuízos”, acrescentou.

Mas de acordo com Camila Barroncas, as vítimas foram ao 10°Distrito Integrado de Polícia, mas não conseguiram registrar o fato. “Viemos ao DP e aqui todos ficavam rindo da nossa cara”, acrescentou.