Operação Lei Seca flagra mais de 30 motoristas embriagados durante fiscalização no fim de semana - Fato Amazônico


Operação Lei Seca flagra mais de 30 motoristas embriagados durante fiscalização no fim de semana

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) participou da mobilização nacional contra o uso de bebida alcoólica por motoristas, neste final de semana. As ações, que começaram na noite de sexta-feira (12/1) e se estenderam até a madrugada desta segunda-feira (15/1), consistiram na realização de blitz da Lei Seca em todas as zonas da capital amazonense. As operações marcam o início das ações do calendário de mobilização nacional, que tem como meta diminuir os índices de acidentes decorrentes da combinação álcool e direção.

Em Manaus, a operação contou com um efetivo de 36 agentes de trânsito do Detran-AM, em parceria com as policias Civil e Militar. Durante as abordagens foram realizados 1.090 testes com o etilômetros, 32 motoristas foram flagrados dirigindo embriagados, seis tiveram a prisão efetuada. Ao todo, 231 autos de infração foram emitidos, entre as principais infrações detectadas estão: licenciamento em atraso, condução de veículo sem posse da Carteira Nacional de Habilitação, entrega de veículo a pessoa não habilitada, veículos em mau estado de conservação e motociclistas sem equipamentos de segurança ou uso inadequado de calçado.

Além do alto número de motoristas flagrados dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, outro dado que chamou atenção do diretor presidente do Detran-AM, Vinicius Diniz, durante as blitz realizadas neste fim de semana, foi a quantidade de pessoas não habilitadas conduzindo veículos. “Somente neste fim semana, nossos agentes flagraram 34 pessoas conduzindo veículos sem possuir CNH. Essas pessoas não estão devidamente preparadas para conduzir um veículo. A falta de conhecimento das leis de trânsito e até mesmo da condução do veículo podem colocar em risco a sua vida e a vida de terceiros”, explicou Diniz.

Para o diretor-presidente do Detran-AM, essa grande operação em vários estados do país serviu para chamar atenção da sociedade brasileira sobre os riscos de beber e dirigir, contribuindo para a redução das perdas irreparáveis que decorrem dos acidentes de trânsito consequentes dessa mistura.

“Essas ações nos ajudam a promover a conscientização de motoristas para que todos juntos, poder público e sociedade, numa soma de esforços, possamos reduzir os índices de violência no trânsito, que infelizmente ainda apresenta estatísticas negativas em todo o Brasil. Nosso objetivo é realizar mais ações como esta ao longo de todo o ano, integrando todas as operações do país”, afirmou Vinicius Diniz.

Fórum Operação Lei Seca – Para dar início às ações do calendário de mobilização nacional do Fórum Permanente das Operações Lei Seca, foi realizada uma grande ação de fiscalização no trânsito envolvendo as operações Lei Seca de 17 estados do Brasil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre sábado (13/1) até a madrugada desta segunda (15/1). Durante a mobilização, foram abordados 10.993 motoristas. Deste total, 1.037 motoristas com sinais de embriaguez foram tirados das ruas.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o trânsito mata 47 mil pessoas por ano no Brasil e deixa 400 mil com alguma sequela. Estes dados colocam o Brasil em 4º lugar no ranking de acidentes nas Américas, atrás da República Dominicana, Belize e Venezuela. Um estudo desenvolvido pelo Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), da Escola Nacional de Seguros, apontou que a Lei Seca salvou 41 mil vidas desde 2008 e poupou ao país mais de R$ 550 bilhões, ao evitar perda de produto e renda. A mobilização nacional foi idealizada com o objetivo de reforçar a necessidade de mudanças de hábitos que geram maior segurança no trânsito.