Página no Facebook mostra igrejas adventistas ao redor do mundo - Fato Amazônico

Página no Facebook mostra igrejas adventistas ao redor do mundo

Novo Hamburgo, RS… [ASN] “Tudo começou em uma sexta-feira de julho de 2014, quando acordei e pedi a Deus em oração que pudesse fazer algo em prol da pregação do evangelho”, conta o representante comercial Josué Schmidt, de 38 anos, criador da página de Facebook Adventist Churches. “Senti claramente que deveria criar uma página na internet. Ali, eu falaria com diversas pessoas, elas enviariam fotos de suas igrejas e seria mostrado os lugares aonde adoramos ao nosso Deus ao redor do mundo”, acrescenta.

Schmidt deu início ao seu trabalho divulgando fotos de igrejas adventistas próximo à sua localidade, Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Logo o projeto popularizou-se e membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia em outros Estados do Brasil e em diversos países do mundo começaram a interagir e enviar imagens dos templos que frequentam.

“Nosso trabalho é voluntário. Não sou profissional nesta área e não tenho profissionais trabalhando comigo, mas tenho amigos. Amigos aqui no Brasil e ao redor do mundo que têm me ajudado muito”, observa Schmidt. “No Quênia, o irmão Kenneth Ouma manda fotos das igrejas de lá e da Etiópia. Na Alemanha, o irmão Frank Leibold é quem me ajuda. Ele prega em várias igrejas e fotografa cada uma”, conta.

“Encontrei um pastor australiano que mandou 30 fotos de templos em Papua Nova-Guiné, Fiji, e claro, Austrália. Na Romênia, fiz um grande amigo chamado Marius Macavei. No Chile, a mesma coisa. Um irmão chamado Luis Contreras Pino, viaja e fotografa igrejas. Na Zâmbia, são dois jovens, Suzyo e Preston, que mandam fotos direto” relata.

Segundo Schmidt, o gerenciamento da página tornou-se um novo ministério para ele e para outros fiéis que estão geograficamente distantes, mas próximos via web. “Em cada um dos 127 países representados, eu teria alguém para agradecer. Nas Filipinas, por exemplo, são uns dez! Mas além destes, também tem sedes da Igreja que ajudam, como a Conferência do Oeste da Jamaica, Conferência de Dnipro, na Ucrânia, Conferência de Belarus, entre outras”, explica.

O projeto tem chamado a atenção do público, principalmente porque mostra o alcance da mensagem adventista e os desafios dos fiéis em várias partes do mundo. Para muitos, ela tem tem contribuído para a unidade da Igreja e incentivado os membros a intercederem pela missão global.

Hoje, a Adventist Churches está com 30.150 curtidas, dentre elas, 8.263 provém do Brasil, 6.514 da Filipinas, 1.135 do México, 1.073 do Quênia e 1.035 Indonésia. Já estão publicadas fotos de mais de 800 igrejas ao redor do mundo. O objetivo, segundo Schmidt, é “mostrar que somos o movimento de Apocalipse 14:6. Interagir e integrar os irmãos, além de promover a igreja e a sua mensagem”. [Equipe ASN, Andréia Silva]