Partida entre Nacional e Princesa volta a terminar em confusão e torcedor de 68 anos é agredido por atacante do time de Manacapuru - Fato Amazônico

Partida entre Nacional e Princesa volta a terminar em confusão e torcedor de 68 anos é agredido por atacante do time de Manacapuru

Pouco futebol e muita violência foi a marca da partida entre Nacional e Princesa do Solimões, ontem (12) pelo Campeonato Amazonense, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, no bairro de Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus. O resultado da pancadaria foi a detenção do atacante do time de Manacapuru, Nando, acusado de atirar uma garrafa d’água no meio da torcida nacionalina supostamente acertando o olho direito de um torcedor identificado apenas por "Japiim", de 68 anos.

O jogador foi detido e levado ao 19° Distrito Integrado de Polícia, onde foi registrado ao Boletim do Ocorrência, da agressão a idoso. No DP Nando se defendeu e disse que os torcedores jogaram cerveja nele. "Eu sou a vítima. Jogaram cerveja em mim. Eu saí agredido. Jogaram cerveja, sandália e tênis em mim, aí acertaram ele e estão me acusando", disse o jogador em entrevista ao Globo Esporte, da TV Amazonas.

"Graças a Deus eu sempre fiz o meu trabalho da melhor maneira possível. Toda vez querem me xingar dentro do campo. Eu já estava indo pro vestiário. Jamais que eu ia agredir um senhor desses. Nós fomos acuados. Eu vim aqui de espontânea vontade prestar os esclarecimentos porque eu não sou culpado disso", acrescentou em sua defesa.

Nando é reincidente. Na final do campeonato do ano passado em partida contra o Nacional, o atacante foi flagrado pisando a cabeça de Leonardo enquanto o jogador já estava caído.

Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) puniu Nando com a suspensão de mais de 16 jogos, juntamente com Deurick, apontados como os principais agressores.

No jogo de pouco futebol e muita confusão a arrecadação também não agradou veja o Boletim Financeiro da partida Nacional e Princesa do Solimões.