PC e Seaop deflagram primeira fase da operação “Barão de Mauá”, visando reforçar policiamento no Mauazinho - Fato Amazônico


PC e Seaop deflagram primeira fase da operação “Barão de Mauá”, visando reforçar policiamento no Mauazinho

A Polícia Civil do Amazonas, em conjunto com a Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), deflagrou na manhã desta terça-feira (20/2), no bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus, a operação “Barão de Mauá”, como o intuito de coibir práticas criminosas, garantir a segurança dos populares, além de intensificar a atuação ostensiva naquele bairro.

Pela manhã, sob o comando do coordenador do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), investigador Edilei Rodrigues, e do secretário da Seaop, major Klinger Paiva, os trabalhos foram acompanhados pelo diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da Polícia Civil do Estado, delegado Geraldo Eloi, e contaram com o reforço de policiais civis lotados no Grupo Fera, DPM, Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), servidores dos gabinetes do delegado-geral e delegado-geral adjunto, Mariolino Brito e Antonio Chicre Neto, respectivamente.

Ao longo da operação, as equipes realizaram incursões nas ruas do bairro Mauazinho, onde foram feitas, também, abordagens e revistas a pedestres. Veículos automotores também foram alvos de fiscalizações pelos policiais. Durante a ação, três homens foram detidos em atitude suspeita e levados ao 29º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde prestaram esclarecimentos e foram liberados em seguida.

O coordenador do Grupo Fera enfatizou que a operação “Barão de Mauá” está sendo deflagrada no bairro Mauazinho por determinação do secretário de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Bosco Saraiva, e delegado Antonio Chicre Neto, que está respondendo, interinamente, como delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas.

“O objetivo dessa operação é a presença, saturação e inquietação ao crime no bairro do Mauazinho. Foi uma determinação do vice-governador e secretário de Segurança Pública do Estado, Bosco Saraiva, e do delegado-geral da instituição, para que as equipes saturassem essa área. Enquanto nós estivermos aqui, as ações criminosas estarão sem condições de acontecer, porque a polícia está nas ruas, recebendo informações da comunidade, abordando pessoas suspeitas e fiscalizando veículos”, declarou Edilei Rodrigues.

Klinger Paiva ressaltou a integração da Seaop nas ações policiais deflagradas pelas Polícias Civil e Militar. “Por determinação do vice-governador e secretário da SSP-AM, Bosco Saraiva, a Seaop vem apoiando a Polícia Civil, bem como a Polícia Militar, nas diversas operações, com o intuito de reforçar o policiamento. Esse trabalho integrado tem por objetivo intensificar as ações de segurança”, destacou o secretário da Seaop.

O diretor do DPM explicou como estão sendo realizados os procedimentos ao longo da operação. “Hoje atuamos com 20 policias civis durante a operação ‘Barão do Mauá’. Saturamos a área e todos os pontos críticos, onde ocorrem atividades ilícitas. Estamos abordando as pessoas suspeitas e as conduzindo ao 29º DIP, onde está sendo verificada a vida pregressa dessas pessoas. Caso esteja tudo normal o indivíduo é liberado”, pontuou o delegado Geraldo Eloi.