Quem disse que o poder e a força da máquina pública não é capaz de frustrar as expectativas eleitorais mesmo daqueles que despontam com índices de popularidade junto à opinião pública?

O senador Eduardo Braga com invejáveis 70% de aprovação de intenção de votos sofreu duas desconcertantes derrotas para o então governador José Melo, cassado por crime eleitoral.

Hoje, sem qualquer ameaça governamental, o dono do Prosamim desponta com larga margem de intenção de votos comprovada pelo Ibope em relação a seus adversários.

De acordo com a pesquisa Ibope/TV Amazonas, divulgada no jornal do Amazonas, terça-feira, 18, segunda edição, Eduardo Braga evolui de 40% para 48% na preferência do eleitor – quase o dobro em relação aos segundos colocados, o candidato Alfredo Nascimento e Vanessa Grazziontin, empatados tecnicamente com 28% e 27%, respectivamente.

Eduardo Braga, responsáveis por obras significativas e duradouras e de relevante impacto social, enfrenta candidatos fortíssimos, sempre muito bem avaliados pelos institutos de pesquisas.

Segundo a pesquisa Ibope/TV Amazonas são esses os números para o Senado:

Vanessa Grazziotin, 27%

Alfredo Nascimento – 28%

Plínio Valério  – 20%

Hissa Abrahão – 15%

Luis Castro – 11%

Luis Fernando – 4%

 Rondineli Fonseca -3%

O Ibope ouviu 812 pessoas entre os dias 13 e 16.O nível de confiança, segundo o instituto é de 95%. A margem de erro é de 3%

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitora (TRE).