PM acusado de tentativa de assalto e latrocínio é preso em flagrante enquanto era medicado no Pronto-Socorro João Lúcio - Fato Amazônico

PM acusado de tentativa de assalto e latrocínio é preso em flagrante enquanto era medicado no Pronto-Socorro João Lúcio

O policial militar Rodrigo Góes, lotado na 22ª Companhia Interativa Comunitária, foi preso em flagrante ontem à noite quando estava sendo atendido no Hospital de Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, acusado de tentativa de latrocínio e assalto a um posto de gasolina de bandeira Atem, localizado no Parque 10, na Zona Centro-Sul da capital amazonense.

De acordo com informações de policiais do 12º Distrito Integrado de Polícia, onde o auto de prisão em flagrante foi lavrado, no posto de gasolina, o PM trocou tiros com o segurança, que não teve o nome revelado, depois de uma tentativa de assalto.

O policial baleou o segurança, mas saiu ferido no braço esquerdo. Com ferimento o soldado Rodrigo Góes, foi ao Pronto-Socorro João Lúcio em busca de atendimento, mas lá o cabo da PM, ao ser informado da tentativa de assalto pelo rádio de que um dos bandidos teria saído ferido foi verificar na enfermaria e lá estava o policial com as mesmas características descritas do bandido.

Pistola PT 40 apreendida com o policial com vários projéteis deflagrados

De acordo com o policial, o PM suspeito, já estava em companhia de um advogado. Ele acionou seu superior e uma guarnição com testemunhas foi ao João Lúcio, onde o policial acusado foi reconhecido como participante da tentativa de assalto ao posto de gasolina no Parque 10.

Rodrigo Góes, recebeu voz de prisão de depois de medicado foi encaminhado ao 12º Distrito Integrado de Polícia, no Parque das Laranjeiras, onde o auto de prisão em flagrante foi lavrado e na madrugada de hoje ele foi transferido para o Batalhão de Guarda.