PM deflagra Operação Tigre em São Gabriel e apreende droga, farda do Exército e munição de fuzil com acusado de tráfico - Fato Amazônico

PM deflagra Operação Tigre em São Gabriel e apreende droga, farda do Exército e munição de fuzil com acusado de tráfico

São Gabriel da Cachoeira – Policiais militares da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar, de São Gabriel da Cachoeira, desencadearam nesta quarta-feira (6) no município a "Operação Tigre" contra o tráfico de drogas. A ação resultou na prisão de Airton Guedes Lana Martins, o "Cachorrão", Douglas Joaquim Garcia, 26 anos, José Ricardo Rincon Barbosa, 37 anos e o taxista Otiniel Souza da Silva, 25 anos, acusados de venda de entorpecentes na cidade do Alto Rio Negro.

Com o taxista Otiniel Silva os policiais apreenderam uma balança de precisão, cerca de 60 gramas de pasta base, a quantia de R$ 245,00, fardamento do Exército Brasileiro e munição de uso restrito, calibres 7,62 e 9mm, além de capsulas deflagradas de um revólver calibre 38.

O primeiro a ser preso foi Airton Guedes, ele estava em um Ford Focus. Na abordagem os policiais encontraram duas mensagens no aparelho celular de clientes solicitando a compra de drogas.

"Uma usuário queria uma porção de cinquenta reais e o outro de cem", disse um policial, informando que Airton, assumiu que estava comercializando droga e confessou que em sua residência mas droga e lá os policiais apreenderam 20 gramas de pasta base de cocaína.

Foi através de Airton, que os policiais chegaram ao paraense Douglas Joaquim, que por muito tempo morou no distrito de Yauaretê, onde conheceu o acusado de tráfico de drogas José Ricardo Rincon Barbosa, 37 anos, que também seria um dos fornecedores de drogas em São Gabriel da Cachoeira. Com ele (José) os policiais apreenderam cerca de 300 gramas de pasta base de cocaína, balança de precisão e R$ 5 mil em dinheiro.

Foi os três acusados que levaram os policiais ao taxista Otiniel Souza, que seria o principal fornecedor de drogas no município. "Ele disfarçava trabalhando de taxista para driblar a polícia", disse um policial militar.

Os acusados e o material apreendido foram apresentados no 9º Departamento Integrado de Polícia, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante.