Polícia Civil e Seap cumprem 42 mandados de prisão durante a operação 'Rio Amazonas 3' - Fato Amazônico


Polícia Civil e Seap cumprem 42 mandados de prisão durante a operação ‘Rio Amazonas 3’

Policiais da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), sob o comando do delegado Samir Freire e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), deflagrou, durante seis dias, a terceira fase da operação “Rio Amazonas”, nas unidades prisionais da capital. Ao longo da ação foram cumpridos 42 mandados de prisão por crimes distintos.

De acordo com o delegado, os trabalhos tiveram início na última semana e seguiram até ontem (13/12). Durante a operação os policiais civis da DECP cumpriram 42 mandados de prisão, sendo 15 por homicídio, 11 por roubo, sete por tráfico de drogas, quatro da Vara de Execuções Penais (VEP), um por lesão corporal, um por extorsão, um por furto, um por receptação e outro por pensão alimentícia.

“Já estamos na terceira fase da operação ‘Rio Amazonas’, que tem como objetivo manter encarcerados, nas unidades prisionais, elementos de alto grau de periculosidade. Com a proximidade do Natal, os índices de crimes como homicídios e roubos costumam aumentar na cidade, e a ação visa conter e diminuir esses índices”, explicou Freire.

Segundo o delegado, a operação foi deflagrada na unidade Prisional do Puraquequara (UPP), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Instituo Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

Mandados cumpridos por homicídio: Fábio Correa de Oliveira, Joel Costa dos Reis, Leandro de Souza Nascimento, Lúcio Jesus de Souza, Luiz Ricardo Ramos Frutuoso, Mauricio Penha dos Santos, Paulo Albano Soares, Plínio Cerron Silva, Rafael Santiago da Silva, conhecido como “Parazinho”, Romário Vaz da Silva, Sergiomar Almeida Silva, Taric Wendel Farias de Oliveira, Waldemar Braga da Silva, Welington Brasil Batista e Williams dos Santos Barros.

Mandados cumpridos por roubo: Dionísio Santos Mariano, José Jocicineldo da Silva Lopes, Josiel Alves de Carvalho, Lindocarlos Coelho Junior, Mário Ferreira Gomes Neto, Orlandiney Fontes Fabricio, Rafael Alexandre Firmino Barrantes, Rafael Santiago da Silva, Ricardo Valério Coelho de Souza, Walisson Souza da Silva e Yago Castro Quintelo.

Mandados cumprindo por tráfico de drogas: João Fernando de Souza Silva, Jonas Mata do Rego, Marcos Ferreira de França, Wendell Mota da Silva, Williams Venâncio da Silva, Vanderlane Araújo da Silva e Ytalo Gleyco Nonato Ferreira.

Mandados cumpridos pela VEP: Denilson Oliveira Camurça, Maycon Douglas Batista Ferreira, Raimundo Andrade Reis Filho e Wualeson Souza de Lima. Mandado cumprido por lesão corporal: Kalil Mendes Santana. Mandado cumprido por receptação: Rafael da Silva Ferreira. Mandado cumprido por extorsão: Thamis Nascimento dos Santos. Mandado cumprido por furto: Felipe Alexandre Alfaia Bezerra. Mandado cumprido por pensão alimentícia: Valdemar Torres de Souza Neto.

Etapas

A primeira fase da operação “Rio Amazonas” teve início no dia 16 de outubro deste ano e seguiu até o dia 26 daquele mesmo mês. Durante a operação foram cumpridos 21 mandados de prisão preventiva por homicídio, 11 por tráfico de drogas, nove mandados pelo crime de roubo, um mandado por estupro e um por porte ilegal de arma de fogo.

Já na segunda edição, que teve início no dia 3 de novembro deste ano e seguiu até o dia 11, foram cumpridos 58 mandados de prisão preventiva por homicídio, 49 por roubo, 30 por tráficos de drogas, 18 pela Vara de Execuções Penais (VEP), oito por precatórias, sete por segredo de Justiça, dois por estupro, dois por estelionato, uma por extorsão mediante sequestro, uma por adulteração veicular e dois foragidos.