Polícia Civil participa da operação “Lei Seca” realizada pelo Detran-AM - Fato Amazônico

Polícia Civil participa da operação “Lei Seca” realizada pelo Detran-AM

Policiais Civis do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA) participaram da operação “Lei Seca”, realizada a partir de meia-noite deste domingo (30) nas avenidas Efigênio Sales e Tefé, nas Zonas Sul e Centro-Sul da cidade, sob a coordenação do Diretor-Presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran – AM), Leonel Feitoza.

A ação que teve como objetivo verificar o cumprimento da Lei Seca, além de fiscalizar motoristas e veículos irregulares nos dois pontos da cidade, onde segundo levantamento feito pelo Detran as irregularidades são intensas, contou com o apoio de aproximadamente 50 profissionais entre agentes do Detran, policiais civis do Grupo FERA e policiais militares do Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam).

De acordo com Leonel, as áreas escolhidas para a execução do trabalho se deram a partir de fiscalizações anteriores, onde foram apontadas várias irregularidades. "Na avenida Efigênio Sales, próximo à uma casa de festas, motoristas estacionam irregularmente na rua e calçada gerando complicação no fluxo da via. Já a avenida Tefé, concentra grande quantidade de veículos roubados, condutores não habilitados e alcoolizados, próximo à uma outra casa de festas" mencionou o diretor.

O investigador Manoelito Lima, do Grupo Fera, relatou que a participação da equipe na operação deve-se ao convite do Detran. “Estamos aqui por uma solicitação do diretor do Detran, visto que em outras operações já houve casos de ameaças e tentativa de agressão. A participação do Fera e da Rocam é para garantir que tudo ocorra tranquilamente”, afirmou.

Durante o trabalho, agentes do Detran utilizaram procedimentos como teste de alcoolemia, além de averiguação de documentação do veículo e do condutor. “Motoristas que apresentarem no bafômetro teor alcoólicos acima de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar, serão conduzidos ao Distrito Integrado de Policia (DIP) da área para registrar flagrante por embriaguez ao volante e será penalizado com infração gravíssima, perdendo 7 pontos na CNH, ficará com o documento suspenso por um ano e ainda receberá multa no valor de R$ 1.915.

O agente do Detran, Ademir Rodrigues, informou que os condutores que tiveram o veículo apreendido por estacionar em lugar impróprio, devem agendar o atendimento pelo site do órgão e no dia marcado efetuar o pagamento da taxa do parqueamento, do rebocador, além das multas recebidas. A partir desses procedimentos poderá reaver seu bem.

Durante a madrugada, agentes registraram três alcoolemias, apreensões de 22 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH), 15 motocicletas e 18 carros e detenção de um condutor por falsidade ideológica.

O Diretor Leonel afirmou que operações como esta devem continuar acontecendo constantemente na cidade, especialmente em áreas de grande fluxo de veículos. Ele informou ainda, que desde o final de 2013 essas operações vêem se intensificando e até o momento três mil veículos foram apreendidos porque seus condutores estavam alcoolizados, cinco mil porque estavam sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sendo que destes cinco mil, 35% eram adolescentes.