Polícia Civil prende em Iranduba homem procurado pela autoria de homicídio ocorrido em 2017 na capital - Fato Amazônico


Polícia Civil prende em Iranduba homem procurado pela autoria de homicídio ocorrido em 2017 na capital

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital, cumpriu no prédio da unidade policial, na tarde de segunda-feira (2/4), por volta das 14h, mandado de prisão temporária por homicídio em nome de Marcondes Figueiredo Oliveira, 36, conhecido como “Preto” e “Neguinho”, investigado pela autoria da morte de Rodrigo Vasconcelos da Silva.

De acordo com a delegada titular da 31ª DIP, Sylvia Laureana, o crime aconteceu no dia de 22 de fevereiro de 2014, em via pública, no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. Na ocasião, a vítima estava sentada em uma calçada quando Marcondes, conduzindo uma motocicleta, passou pelo local e efetuou dois disparos de arma de fogo em direção à vítima. Marcondes argumentou que o homicídio foi planejado porque a vítima o teria denunciado para a polícia por tráfico de drogas.

“Conseguimos localizá-lo após recebermos uma denúncia de que Marcondes estaria envolvido no desaparecimento de uma pessoa que morava com ele naquele município. Diante da delação, nos deslocamos até o endereço onde ele estava morando, um sítio no Ramal Serra Baixa de Iranduba, onde o encontramos. Ao ser conduzido até a 31ª DIP, verificamos que havia um mandado de prisão temporária em aberto em nome dele”, explicou Laureana.

Mandado de prisão – A autoridade policial disse que o mandado de prisão temporária por homicídio, com prazo de 30 dias, em nome de dele, foi expedido no dia 28 de novembro de 2017, pelo juiz Mauro Morais Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus. Na delegacia, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que o infrator já tem passagem por dois homicídios e tráfico de drogas. “Vale ressaltar que ainda estamos em fase de investigação para identificarmos se ele está envolvido no desaparecimento desse indivíduo que morava com ele”, disse.

Ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, ele ficará custodiado nas dependências da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizada na avenida Autaz Mirim, n° 7891, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, para a verificação de pendências relacionadas ao Inquérito Policial (IP) instaurado em torno do homicídio de Rodrigo Vasconcelos da Silva.