Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Nacional Civil da Guatemala informou na terça-feira que foram localizados mais restos humanos na área da erupção do último dia 3 de junho do Vulcão de Fogo, que causou pelo menos 112 mortes.

“Agentes da Polícia Nacional Civil de Escuintla trabalham em transferir os restos de seis pessoas que foram localizadas soterradas na área 0”, afirmaram brevemente as autoridades.

No último dia 3 de junho, o Vulcão de Fogo registrou uma das maiores erupções dos últimos anos, que deixou pelo menos 112 mortos, quase 200 desaparecidos, mais de 50 feridos e quase dois milhões de guatemaltecos afetados, dos quais 3.589 permanecem abrigados.

Nesta terça-feira as precipitações, que durante as últimas horas castigaram as áreas divisórias ao vulcão, geraram o descenso de lahares fortes.

Este material vulcânico, pastoso e que arrasta blocos de até três metros de diâmetro com troncos e galhos de árvores, se encaminhou à as barrancas de El Jute e Las Lajas, assim como à parte do transbordamento da comunidade de San Miguel Los Lotes, arrasada pela última explosão. (Agência EFE)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •