Polícia Federal desarticula quadrilha que fraudou DPVAT em R$ 28 milhões - Fato Amazônico

Polícia Federal desarticula quadrilha que fraudou DPVAT em R$ 28 milhões

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira a Operação Tempo de Despertar, para desarticular uma quadrilha especializada em fraudar o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais (DPVAT). Segundo as investigações, o grupo criminoso movimentou 28 milhões de reais. Cerca de 220 agentes cumprem 229 mandados nos Estados de Goiás, Espírito Santo, Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do Distrito Federal, de acordo com a PF.

Ainda segundo a corporação, o bando incluía servidores públicos, policiais civis e militares, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, dentistas e agenciadores de seguros. A quadrilha fraudava o DPVAT de diversas maneiras: dava entrada no pedido do seguro por meio de escritórios de advocacia sem o conhecimento do suposto autor da ação, por meio da falsificação de assinaturas em procurações e declarações de residência falsas, ou pagava as indenizações, em valores expressivos, antes mesmo da homologação do acordo, diretamente aos advogados.

Foram expedidos 41 mandados de prisão, 7 de condução coercitiva, 61 de busca e apreensão, 12 de afastamento de cargo público, 51 de sequestro de bens e 57 de quebra de sigilo bancário. Os investigados serão indiciados pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato, falsificação e uso de documentos públicos, corrupção ativa e passiva, e facilitação ou permissão de senhas de acesso restrito a terceiros.

O operação se dá em parceria com o Ministério Público, com a Corregedoria da Polícia Civil e com a Polícia Militar de Minas Gerais. Em nota, a PF informa que o nome da ação "corresponde a um clamor social, feito pela PF, para que a população acorde para as fraudes e crimes que são cometidos contra a coletividade".

Fonte Veja