Policiais do Batalhão evitam execução na Praia Dourada e prendem acusados entre eles um foragido do Compaj - Fato Amazônico

Policiais do Batalhão evitam execução na Praia Dourada e prendem acusados entre eles um foragido do Compaj

Policiais militares Batalhão de Policiamento Ambiental evitaram que mais uma pessoa fosse executada a tiros ontem à noite em Manaus. Eles ainda prenderam em flagrante o condenado por assalto Mike Patrick Lira dos Santos, 23 anos, Jhonathan de Oliveira Mota, 24 e Emesson de Sousa Borges, 20, presos minutos depois de tentarem matar um homem, que não teve o nome revelado, no ramal da Praia Dourada, no Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

De acordo com os policiais eles trafegavam pelo ramal da Praia Dourada quando foram surpreendidos por um homem, saindo correndo da mata e pedindo socorro e afirmando que três homens, que estavam em um Monza, tentaram mata-lo.

Os policiais seguiram no ramal e deparam-se com o Monza, bege de placas JWJ 1272, trafegando. Tentaram abordar o veículo, que empreendeu fuga foi quando iniciou a perseguição.

“Vimos quando foi jogado algo nas matas”, disse um policial, informando que realizaram disparos de advertência, mas mesmo assim o veículo continuou empreendendo fuga. Foi quando eles atiraram em um dos pneus do carro que parou.

Na abordagem nada foi encontrado dentro do carro, mas nas matas os policiais encontraram um revólver calibre 38 de marca Taurus, com um projétil deflagrado.

Depois de prenderam os acusados a vítima, ferida com três disparos no abdômen, foi levada pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU) ao Pronto-Socorro, enquanto que Mike Patrick, Jhonathan de Oliveira e Emesson, foram apresentados no 19º Distrito Integrado de Polícia, onde o auto de prisão em flagrante foi lavrado.

No DP, os policiais confirmaram que Mike Patrick Lira, é condenado por assalto a mão armada e é foragido do regime semi-aberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, localizado no quilômetro 8 da BR 174 (Manaus/Boa Vista), onde cumpria a pena.